Com a chegada de filmes de autores como Tarkovsky, Eisenstein, Ingmar Bergman e com os já presentes Visconti, Fellini, Varda, Renoir entre outros, a plataforma streaming Filmin vai acrescentar cinco filmes de Yasujirô Ozu (1903–1963) e nove filmes de Kenji Mizoguchi (1898–1956).

Com esta aquisição de filmes de dois dos mais sonantes e influentes nomes do cinema japonês, a Filmin reforça o seu sedutor canal dedicado ao cinema clássico, que conta com mais de cem títulos.

“Com uma programação dedicada, focus sobre autores e em constante atualização, Filmin cria um espaço dedicado onde os subscritores e apaixonados de cinema clássico podem ver ou rever os grandes mestres da sétima arte.”

De Yasujirô Ozu será possível ver: “Primavera Tardia” (1949), “Viagem a Tóquio” (1953), “A Flor do Equinócio” (1958), “Bom Dia” (1959) e “O Gosto do Saké” (1962).

De Kenji Mizoguchi será possível ver: “O Conto dos Crisântemos Tardios” (1939), “A Senhora Oyu” (1951), “Contos de Lua Vaga” (1953), “Festa em Gion” (1953), “A Mulher de Quem Se Fala” (1954), “O Intendente Sansho” (1954), “Os Amantes Crucificados” (1954), “A Imperatriz Yang Kwei Fei” (1955), “Rua da Vergonha” (1956).