anuncio-evento-pac2020-1522x855-1

Flávio Hamilton, Sandra Faleiro e Sérgio Praia vencem categoria principal do Prémio Atores de Cinema 2020 da Fundação GDA

 

A Fundação GDA (Gestão dos Direitos do Artistas) atribuiu no passado dia 9 de dezembro os Prémio Atores de Cinema, um prémio de atores para atores.

Os vencedores da 13.ª edição na categoria Melhor Ator/Atriz Principal são: Flávio Hamilton, pelo seu papel de Tiago no drama “Os Dois Irmãos”, realizado por Francisco Manso; Sandra Faleiro, pela interpretação da personagem Leonor em “A Herdade”, de Tiago Guedes; e Sérgio Praia, pelo seu desempenho no filme “Variações”, de João Maia, baseado na vida do cantor António Variações.

Na categoria Melhor Ator/Atriz Secundário/a foram também distinguidos três artistas. João Pedro Mamede, que interpretou Miguel no filme “A Herdade”, e Catarina Wallenstein, pela interpretação da personagem Lili – uma artista de cabaret – na longa-metragem “Mar”de Margarida Gil. Nesta categoria, foi também reconhecido o ator Filipe Duarte – que faleceu em abril deste ano – pelo papel de Fernando Ataíde, amigo e amante de António Variações, no filme “Variações”.

“Nesta ocasião aproveitamos para prestar uma sentida homenagem ao trabalho e talento de Filipe Duarte, que nos deixou prematuramente quando estava a atravessar um dos melhores momentos da sua carreira”, disse Mário Carneiro, diretor-geral da Fundação GDA.

Foram ainda premiados os seguintes Novos Talentos: Igor Regalla, pela sua personagem de jovem pugilista no “Gabriel”, o primeiro filme de Nuno Bernardo; Beatriz Brás, pelo papel de Teresa, e a Ana Vilela da Costa, pela interpretação de Rosa, ambas no filme “A Herdade”.

Devido à situação de pandemia, o Prémio Atores de Cinema Fundação GDA, criado em 2008, decorre pela primeira vez sem a habitual cerimónia pública de entrega dos galardões e sem as Jornadas de Trabalho para o Ator que a costumam anteceder. Nesta edição do Prémio Atores de Cinema foram distinguidos nove profissionais – três em cada categoria.

O Prémio Atores de Cinema da Fundação GDA reconhece o mérito e a excelência do trabalho de interpretação dos atores e atrizes. Tem como traços distintivos o facto de a cada categoria corresponder a um valor pecuniário e o de se tratar de um reconhecimento entre pares – de artistas para artistas – com um júri diferente todos os anos.

Skip to content