Globos-de-Ouro-2021

Globos de Ouro 2023: Cerimónia regressa com transmissão televisiva

A Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA) anunciou que a próxima cerimónia de entrega de prémios, a 80.ª edição dos Globos de Ouro, voltará a ser transmitida em direto na estação NBC e na rede de streaming Peacock.

“Reconhecemos o compromisso da HFPA com a mudança contínua e esperamos receber de volta os Globos de Ouro à NBC para o seu 80.º aniversário em janeiro de 2023”, disse Frances Berwick, presidente da Entertainment Networks, NBCUniversal Television and Streaming.

Recordamos que os Globos de Ouro 2022 decorreram sem transmissão televisiva devido às polémicas da HFPA não integrar membros negros, de ser conservadora, elitista, sexista, de praticar bullying entre os seus membros e de má gestão do dinheiro. O canal norte-americano NBC anunciou que não iria transmitir a cerimónia de 2022.

Os Globos de Ouro são vistos em mais de 220 países e territórios em todo o mundo e é uma das poucas cerimónias de premiação a reconhecer tanto as conquistas do cinema como da televisão. A NBC tem uma longa tradição de transmissão dos prémios Globos de Ouro e vai transmitir a cerimónia do próximo ano, mas ao contrário do que acontecia no passado, o acordo desta vez é de apenas um ano, de uma cerimónia.

A HFPA anunciou recentemente que integrou 103 novos eleitores ao seu quadro de membros, que anteriormente havia caído para cerca de 80. O grupo acrescentou membros baseados fora dos EUA pela primeira vez. A HFPA disse que o grupo de votantes “é agora 52% feminino, 51,5% racial e etnicamente diverso, com 19,5% latinos, 12% asiáticos, 10% negros, 10% do Médio Oriente e 7% de África.”

A associação conta com cerca de uma centena de membros, entre os quais os portugueses Bárbara de Oliveira Pinto, Rui Henriques Coimbra e Rui Pedro Tendinha.

Os nomeados da 80.ª edição são revelados a 12 de dezembro de 2022. Os Globos de Ouro 2023 realizam-se a 10 de janeiro de 2023, com transmissão televisiva no canal NBC.

 

Skip to content