25 de Abril

Hollywood: OpenAI busca persuadir estúdios a adotarem a IA Sora

introducing sora 1 introducing sora 2

De acordo com uma reportagem produzida por Thomas Buckley, Lucas Shaw e Shirin Ghaffary para o site Bloomberg, a OpenAI, empresa responsável pelo ChatGPT, está se preparando para entrar em Hollywood.

Nas próximas semanas, a empresa norte-americana planeja demonstrar às grandes produtoras as capacidades da Sora, uma inteligência artificial (IA) capaz de criar vídeos de alta qualidade.

A empresa almeja estabelecer parcerias com produtoras, executivos de mídia e agências de talentos, integrando a ferramenta ao processo de desenvolvimento de produções.

Sora

A OpenAI revelou o Sora em fevereiro, afirmando que a ferramenta pode criar até um minuto de vídeo em Full HD, apenas a partir de solicitações e descrições em texto.

Apesar de ainda não estar acessível ao público em geral, atores e realizadores de renome já têm acesso ao modelo.

Em um comunicado à Bloomberg, a OpenAI afirmou estar colaborando com a indústria cinematográfica para aprimorar o Sora, como parte de uma “estratégia deliberada” para testar a segurança e as capacidades do modelo.

Debate

A notícia já encontra resistência por parte de diversos profissionais, como editores, e pode reacender o debate sobre o uso de IA em tarefas anteriormente reservadas aos humanos.

Desde a proliferação dos modelos generativos, tem havido uma disputa intensa incluindo alguns processos judiciais entre indivíduos e empresas proprietárias de IAs avançadas, tais como Stable Diffusion, Midjourney e a própria OpenAI.

Durante a greve de argumentistas e atores em meados de 2023, o uso intencional de IA na produção de filmes foi um dos temas discutidos. O Sindicato dos Argumentistas (WGA, na sigla em inglês) destacou que a aplicação inadequada da tecnologia poderia resultar na substituição de escritores humanos por máquinas.

Quem sairá perdendo?

Se a Sora for implementada pelos grandes estúdios, diversos profissionais, como figurantes, maquiadores, operadores de câmera e muitos outros, poderiam perder seus empregos. Isso representaria mais uma área em que o trabalho humano perderia sua relevância.

Direitos autorais

Na reportagem, a equipe da Bloomberg levantou preocupações sobre como a ferramenta Sora da OpenAI lidaria com o problema da violação de direitos autorais.

O CEO da OpenAI, Sam Altman, foi questionado sobre qual material foi utilizado para treinar a Sora. Altman, no entanto, não forneceu uma resposta clara e direta à pergunta, gerando ainda mais dúvidas sobre o processo de desenvolvimento da ferramenta e seu potencial impacto na indústria de criação de conteúdo.

A violação de direitos autorais se configura como uma ameaça real para grandes estúdios de cinema e televisão. O conteúdo de filmes e séries, quando utilizado como base para outras produções a partir dos resultados gerados por modelos de IA como Sora, pode gerar graves problemas jurídicos e financeiros.

Lançamento

No momento, o modelo Sora da OpenAI não está acessível ao público em geral, mas está programado para ser lançado ainda este ano.

Skip to content