ICA - logotipo

Quase dois anos depois de o governo de Passos Coelho ter cortado em 100% os apoios ao cinema português, e da nova Lei do Cinema ter sido aprovada (julho de 2012), o ICA abriu hoje os novos concursos de apoio à produção cinematográfica e audiovisual para 2013. Depois de 2012 ter sido um dos melhores anos para o cinema português em termos de número de estreias, de bilheteira, de qualidade e de prémios, e de ter sido o “ano zero” do cinema português em termos de produção, eis que a Secretaria de Estado da Cultura abre, finalmente, concursos de apoio ao cinema e audiovisual. Pode-se ler no site do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA) a seguinte mensagem: “As candidaturas consideram-se abertas a partir de 31 de Janeiro e as datas de encerramento para efeitos de entrega de candidatura bem como outras informações podem ser consultadas no Calendário de Concursos para 2013. Para consultar o Calendário de Concursos para 2013, clique no LINK.”. O ICA torna assim pública a lista dos apoios financeiros a atribuir no âmbito dos concursos a promover no ano de 2013, que terão o valor de 10,19 milhões de euros.

 

Recordamos aqui uma passagem de uma entrevista do galardoado realizador João Salaviza“O Estado continua a achar que o cinema é uma espécie de luxo, como se a cultura fosse uma coisa excêntrica. O ICA é um dos poucos institutos de cinema da Europa que não recebe dinheiro do orçamento de Estado. Ou seja, o ICA é subsidiado por uma taxa de 4% sobre a publicidade da televisão. Portanto, quando há crises na publicidade como há agora, fazem-se menos filmes.”.