Tudo começou em 2002 com a Blue Sky Studios, a produzir um filme de animação que nunca se pensou que tivesse tanto sucesso. “A Idade do Gelo” é hoje uma referencia no mundo da animação que estreia este ano o seu quarto filme da saga.

Depois de uma divertida aventura pelo mundo dos dinossauros, a “Idade do Gelo 4: Deriva Continental” leva os nossos amigos Manny, Diego e Sid numa aventura à deriva pelo mar. Esta nova viagem passa-se durante a separação dos continentes, separando Manny da sua família (mulher e filha). Usando um iceberg como navio encontram criaturas marinhas e lutam contra piratas à medida que exploram um mundo totalmente novo.

A narrativa é como sempre previsível e simples. A temática do filme continua a ser a mesma, a família e a sua importância. É sobre isto que os quatro filmes de Idade do Gelo tem falado, sempre com aventuras e obstáculos diferentes. Mostrando que por muitos problemas e imposições da natureza, ela (a família) nunca se separa, sendo sempre unida, apesar das suas diferenças de espécie. Este tema é evidente nos filmes e penso que já foi explorado o suficiente. A base desta nova história pode até ser comparada com outro filme animado, que é passado na mesma altura, na separação dos continentes, “Em Busca do Vale Encantado” (1988). Aqui a busca de Manny pela sua família é idêntica à de Littlefoot (o pequeno dinossauro) à procura dos seus avós e do Vale Encantado.

A nível técnico, não mudou quase nada. Continua a ser um bom filme de animação, mas sem qualquer novidade. Tal como o 3º filme, este também estreou em 3D e ao contrário do que aconteceu com alguns filmes que tiveram direito a sagas, como o Shrek, o 3D foi mais bem pensado para algumas cenas. O filme nao precisa desta tecnologia, mas ve-lo com 3D também não será mau de todo.

Apesar de ser mais do mesmo, é impressionante que ao fim de quatro filmes estas personagens continuem a ter tanta piada e que a qualidade do nível técnico se mantenha. “Idade do Gelo” continua a ser muito divertido de ver, para qualquer idade. Os diálogos e o tipo de humor, com muitos gags e fazendo referencias a filmes, como é o caso de “Braveheart”, continuam a ser um aspecto forte desta saga. A introdução de novas personagens como o caso da hilariante avó de Sid, provam que as piadas não se limitam ao mamute, ao tigre e à preguiça. Tal como a aposta no pequeno esquilo pré-histórico, Scrat, que abre e encerra sempre os filmes, com muitos berros! Parece que ainda não é desta que fica com sua bolota.

Esta saga ficaria-se muito bem encerrada por “A Idade do Gelo 4: Deriva Continental”, que pareceu até um pouco épico. Concluindo, é mais do mesmo, mas continua a ser muito divertido de ver.

Realização: Steve Martino, Mike Thurmeier

Argumento: Jason Fuchs, Michael Berg

Elenco: Chris Wedge, Ciara Bravo, Denis Leary, John Leguizamo, Josh Peck

EUA/2012 – Animação

Sinopse: A história deste novo filme vai-se focar novamente em Diego, Sid e Manny que desta vez são separados do seus amigos e familiares após uma inundação e têm que usar um iceberg como navio para reencontrá-los

«A Idade do Gelo 4: Deriva Continental» - Continua a ser divertido!
3.0Valor Total
Votação do Leitor 0 Votos