Foram ontem anunciados os vencedores da 8ª edição do IndieLisboa que durante a cerimónia de encerramento, o júri da Competição Internacional de Longas Metragens, constituído por François Bonenfant, Denis Coté, Gabe Klinger, Jean-Pierre Rehm e Margarida Vilanova, entregou o Grande Prémio de Longa Metragem “Cidade de Lisboa” ao documentário “The Ballad of Genesis and Lady Jaye” de Marie Losier. No cinema português, o documentário “Linha Vermelha” de José Filipe Costa foi o melhor filme nacional ao vencer o Prémio Caixa Geral de Depósitos Para Melhor Longa-Metragem Portuguesa. O IndieLisboa 2011, que começou a 5 de Maio, terminou hoje com mais algumas sessões especiais.

 

Grande Prémio Cidade de Lisboa Para Longa-Metragem Internacional

“The Ballad of Genesis and Lady Jaye” de Marie Losier (EUA/França)

Menção Honrosa

“La BM du Seigneur” de Jean-Charles Hue (França)

Prémio Caixa Geral de Depósitos Para Melhor Longa-Metragem Portuguesa

“Linha Vermelha” de José Filipe Costa (Portugal)

Prémio de Distribuição

“Morgen” de Marian Crisan (Roménia/França)

Grande Prémio Para Curta-Metragem Internacional

“The Story of Elfranko Wessels” de Erik Moskowitz e Armanda Trager (EUA/Canadá)

Menções Honrosas

“Diane Wellington” de Arnaud dês Pallières (França)

“La Forêt” de Lionel Rupp (Suíça)

“The Painting Sellers” de Juho Kuosmanen (Finlândia)

Prémio PIXEL BUNKER Para Melhor Curta-Metragem Portuguesa

“Alvorada Vermelha” de João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Mata (Portugal)

Prémio RESTART Para Melhor Realizador Português de Curta-Metragem

Gabriel Abrantes por “Liberdade” (Portugal) e Marco Martins e Filipa César por “Insert” (Portugal)

Prémio Novo Talento Fnac

Patrick Mendes por “Homenagem a Quem Não Tem Onde Cair Morto” (Portugal)

Prémio RTP Pulsar do Mundo

“I’ll Forget This Day” de Alina Rudnitskaya (Rússia)

Menção Honrosa

“Pallazo Delle Aquile” de Stefano Savona, Alessia Porto e Ester Sparatore (França/Itália)

Prémio Melhor Filme IndieJúnior

“My Good Enemy” de Oliver Ussing (Dinamarca)

Menções Honrosas

“Les Mains en Air” de Romain Goupil (França) “Cul de Bouteille” de Jean-Claude Rozec (França)

Prémio RTP 2 Onda Curta

“Diane Wellington” de Arnaud dês Pallières (França)

“How to Pick Berries” de Elina Talvensaari (Finlândia)

“I Don’t Blame the Beautiful Game de Christopher Arcella (EUA)

“Nuit Blanche” de Samuel Tilman (Bélgica)

Prémio Amnistia Internacional

“Cleveland Contre Wall Street” de Jean-Stéphane Bron (Suíça/França)

“I’ll Forget This Day” de Alina Rudnitskaya (Rússia)

Prémio do Público PEPSI Para Melhor Longa-Metragem

“Cleveland Contre Wall Street” de Jean-Stéphane Bron (Suíça/França)

Prémio do Público PEPSI Para Melhor Curta-Metragem

“Paris Shangai” de Thomas Cailley (França)

Prémio do Público IndieJúnior

“Things You’d Better Not Mix Up” de Joost Lieuwma (Holanda)