Arranca hoje a 16.ª edição do IndieLisboa Festival Internacional de Cinema, a decorrer até 12 de maio, com a estreia de “The Beach Bum”, de Harmony Korine, uma comédia protagonizada por Matthew McConaughey, Snoop Dogg e Isla Fisher. A sessão de abertura acontece às 21h30, no Cinema São Jorge.

“A combinação só podia ser explosiva: Matthew McConaughey, Snoop Dogg e Zac Efron no novo filme de Harmony Korine (“Mister Lonely” e “Spring Breakers”, IndieLisboa 2008 e 2013). Inspirado pelo consumo contínuo de canábis e rum, Moondog é um esdrúxulo e milionário escritor alucinado. Algures entre o The Dude do “The Big Lebowski” e a figura de Charles Bukowski, vagueia pelas praias quentes da Califórnia com a sua cabeleira loura, as camisas havaianas e uma máquina de escrever, vivendo ao máximo para depois destilar essa experiência num soneto. A literatura nunca deu tanto gozo.”

“The Beach Bum” integra a secção Sessões Especiais, que conta ainda com filmes como “Hotel Império”, de Ivo M. Ferreira, “Synonymes”, de Nadav Lapid, “Sul”, de Ivo M. Ferreira, e “O Apartamento”, de Billy Wilder.

A competição nacional, que engloba o melhor da produção nacional, é composta por 17 curtas-metragens e 6 longas-metragens, dos quais destacamos filmes como: “Campo”, de Tiago Hespanha, “Mar”, de Margarida Gil, “Alva”, de Ico Costa, “Past Perfect”, de Jorge Jácome, “Filomena”, de Pedro Cabeleira, “Fordlândia Malaise”, de Susana de Sousa Dias, e “O Mar Enrola na Areia”, de Catarina Mourão, entre outros.

A produção nacional recente marca presença também nas sessões especiais, com a estreia nacional de “Hotel Império”, de Ivo Ferreira, que trará também ao festival a antesestreia da série “SulUnderstory”, de Margarida Cardoso, “Donzela Guerreira”, de Marta Pessoa, e “Um Ramadão em Lisboa”, de Catarina Alves Costa, Amaya Sumpsi e Carlos Lima.

A secção Silvestre, que mostra obras de jovens cineastas e de autores consagrados, vai estrear filmes como  “Peterloo”, o novo épico de Mike Leigh, “3 Faces”, de Jafar Panahi, “A Rosa Azul de Novalis”, de Gustavo Vinagre, e “I Was at Home, But”, de Angela Schanelec.

Anna Karina marca presença em Lisboa em Maio para acompanhar a retrospectiva co-organizada pela Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema e pelo IndieLisboa, que a elege como um dos Heróis Independentes da sua edição de 2019. Relevando a sua filmografia no contexto da Nouvelle Vague francesa e para lá dela, a retrospetiva decorrerá integralmente na Cinemateca entre os dias 2 e 11 de maio, com a presença da atriz, que vem apresentar alguns dos seus filmes e para um encontro especial com o público.

Fonte: IndieLisboa