inside cinema_banner

No início é simples, temos tudo para dar certo.
Há sonhos que se descobrem a cada dia, e as mãos e o corpo são novos,
para um futuro que nos espera surdo, calado.
É fácil começar. Não há entraves se tu estás aqui, e o meu lugar é o teu lugar.
Os dias sucedem-se, mas agora consigo distingui-los, e sei que são casos únicos, assim como a vida é uma dádiva e, por isso, sou feliz.
Confundo o que é teu com o que é meu, e aprendemos a conjugar os verbos
de outra maneira: o que era metade, agora parece inteiro…

Sim, no início é simples, e é ao início que vamos sempre querer voltar.

Hoje tive um sonho.
Tu vestias de branco e o meu casaco ia sendo esquecido, outra vez,
no bengaleiro da entrada. Olhaste-me como se eu fosse um menino distraído, e sorriste. Admirei-me de novo: nos teus olhos, meu amor, podia caber
o mundo inteiro! No entanto, nesse momento, era só para mim que eles olhavam, e eu sabia da imensidão do que diziam.

Já estavas à porta quando me estendeste a mão, aberta, à minha espera. Antes de sair, deixei um recado, caso alguém notasse:

Saímos os dois e não voltamos.

inside cinema_1

* Para adquirir o Poster (em formato de poster ou em formato de postal) clique aqui.