Kika Magalhães a dar que falar na imprensa americana

“Os Olhos da Minha Mãe” é um dos filmes que está a dar que falar no Sundance NEXT FEST (secção onde cada filme é exibido juntamente com uma performance musical), em grande parte devido à interpretação de Kika Magalhães, protagonista do filme, sendo mesmo referida como uma “estrela emergente pela Ioncinema e pela imprensa dedicada ao cinema independente norte-americano.

A atriz, natural de Vila Nova de Famalicão, já tinha tido outro papel de destaque na longa-metragem de Ken Kushner, “Tapestry”. Estudou cinema na Universidade Independente de Lisboa “por ser tímida, confessou a atriz numa entrevista ao jornal online estadunidense LusoAmericano. Interpretou ainda papéis mais pequenos em séries portuguesas, como “Morangos com Açúcar” e “Diário de Sofia”.

Quanto ao filme realizado por Nicolas Pesce, este conta a história de uma família (mãe, pai e filha) que habita uma quinta isolada. Um dia, um homem invade a casa e, um pouco à semelhança de “Brincadeiras Perigosas”, de Michael Haneke, envolve mãe e filha numa série de atrocidades, desde mutilações a homicídio.

Um apontamento interessante é ainda o de o crítico Brian Tallerico, através do site de Roger Ebert, que traça semelhanças entre “Os Olhos da Minha Mãe” e as temáticas lynchianas. O filme promete…

Numa entrevista recente à Lusa, Kika Magalhães, referindo-se à sua carreira como atriz nos Estados Unidos, confessou que “se conseguisse umas duas deixas em peças baratas, já teria muita sorte.” Afirmação esta que demonstra como todo este zunzum da crítica cinematográfica em torno da atriz poderá catapultá-la para o sucesso.

O filme ainda não tem data de estreia em Portugal, mas estamos ansiosos.