Depois de ter sido homenageado em 2007, na 1.ª edição, David Lynch regressa com grande destaque à 12.ª edição do LEFFEST – Lisbon & Sintra Film Festival, que se realiza entre os dias 16 e 25 de novembro.

David Lynch é o rosto do cartaz oficial da 12.ª edição que se prepara “para reunir, de novo, o que de melhor se faz no mundo da Sétima Arte. Mas não só.”. O cineasta americano será objecto do ciclo “Waiting For Mr. Lynch”, que inclui as exposições de fotografia “Small Stories”, de David Lynch, e “Psychogenic Fugue”, de Sandro Miller, que inauguram a 17 de novembro, no MU.SA, em Sintra. A primeira “reúne 55 fotografias analógicas, de grande escala, da autoria de David Lynch. São fotografias a preto e branco, feitas a partir de matrizes fotográficas de qualidade superior. Como se fosse uma espécie de “carta branca” entregue a Lynch, esta exposição é uma espécie de “what Lynch sees” sobre o trabalho que tem desenvolvido: fotografias que nos devolvem, de outra forma, trans/de(s)formando alguns dos seus temas e imagens, onde muitas coisas convergem: homens, mulheres, bichos (muito do bestiário lynchiano), casas, carros, objectos, pequenos monstros, sonhos…”. 

A segunda exposição do fotógrafo americano Sandro Miller, “contempla uma série de fotografias de grande escala, nas quais o actor John Malkovich é retratado na pele das mais icónicas personagens da obra de David Lynch. Nas palavras de Sandro Miller, “a exposição desenvolve-se sobre o conceito de ‘disfunção dissociativa’, em que uma pessoa se liberta da sua identidade para se tornar uma outra, uma nova vida. Estabelecendo um paralelismo entre o fazer do actor, o assumir de uma nova identidade, e o conceito de fuga, como o momento em que a memória se anula e a identidade se liberta, Psychogenic Fuguebrinda-nos com o universo lynchiano e a presença de John Malkovich, com quem o fotógrafo colabora há mais de vinte anos. A exposição inclui também uma curta metragem com o mesmo título.”

O júri da Selecção Oficial – Em Competição é composto por Walter Salles (realizador), Martha Argerich (pianista), Jonathan Littell (escritor e realizador), Stephen Kovacevich (pianista e maestro), Chrysta Bell (cantora, compositora e actriz) e Jorge Queiroz (artista plástico).

Nesta edição, o festival presta homenagem a João Botelho, com a primeira e mais completa retrospectiva da sua obra em Portugal, e também aos realizadores Mike Leigh, Paul Schrader, Mario Martone e Darezhan Omirbayev, que estarão presentes para acompanhar as suas retrospectivas. Estão confirmadas também as presenças de John Malkovich e Mathieu Amalric.

A selecção oficial, que ainda não se encontra fechada, inclui filmes como “A Portuguesa”, de Rita Azevedo Gomes, “In My Room”, de Ulrich Köhler, “L’homme fidèle”, de Louis Garrel, “Transit”, de Christian Petzold. Na secção não competitiva conta com a selecção de grandes nomes do cinema atual, tais como: Jacques Audiard com “The Sisters Brothers”, Paolo Sorrentino com “Loro 1” e “Loro 2”Olivier Assayas com “Non Fiction”, Kore-eda Hirokazu com “Shoplifters” (vencedor da Palma de Ouro em Cannes 2018), Nuri Bilge Ceylan com “The Wild Pear Tree”, e Felix Van Groeningen com Beautiful Boy”. Todos eles inéditos em Portugal.

Nas próximas semanas a organização do festival divulgará mais detalhes do restante programa da 12.ª edição, que decorrerá em espaços como o Centro Cultural Olga Cadaval, o Palácio Nacional e Jardins de Queluz, os cinemas Medeia Monumental e Nimas, Cinemateca Portuguesa e o Teatro Nacional D. Maria II.

Em Competição
A Portuguesa, de Rita Azevedo Gomes (2018), Portugal
Asako I & II, de Ryusuke Hamaguchi (2018), Japão, França
In My Room, de Ulrich Köhler (2018), Alemanha
L’Empire de la Perfection, de Julien Faraut (2018), França
L’homme fidèle, de Louis Garrel (2018), França
Long Day’s Journey Into Night – Di qiu zui hou de ye wan, de Gan Bi (2018), China
Ozen, de Emir Baigazin (2018), Casaquistão, Polónia
Sedução da Carne, de Júlio Bressane (2018), Brasil
Transit, de Christian Petzold (2018), Germany, França
Vox Lux, de Brady Corbet (2018), EUA

Fora de Competição
The Sisters Brothers, de Jacques Audiard (2018), França, Bélgica, Roménia, Espanha
Capharnaum, de Nadine Labaki (2018), Libano
High Life, de Claire Denis (2018), Alemanha, França, EUA, Reino Unido, Polónia
Loro 1, de Paolo Sorrentino (2018), Itália, França
Loro 2, de Paolo Sorrentino (2018), Itália, França
Non Fiction, de Olivier Assayas (2018), França
The Wild Pear Tree, de Nuri Bilge Ceylan (2018), Turquia, França, Alemanha, Bulgaria, Macedonia, Bosnia Herzegovina, Suécia
Shoplifters, de Kore-eda Hirokazu (2018), Japão
Beautiful Boy, de Felix Van Groeningen (2018), EUA
Touch Me Not, de Adina Pintilie (2018), Roménia, Alemanha, República Chevca, Bulgária, França
Las Herederas, de Marcelo Martinessi (2018), Paraguai, Uruguai, Alemanha, Brasil, Noruega, França
La Flor, de Mariano Llinás (2018), Argentina
Season of the Devil – Ang panahon ng halimaw, de Lav Diaz (2018), Filipinas

Seleção Oficial a ser concluída em breve e sujeita a alterações.

Fonte: Lisbon & Sintra Film Festival