San Sebastián 2022: “Los reyes del mundo” vence Concha de Ouro

los-reyes-del-mundo--2022-1
Last updated:

O filme da realizadora colombiana Laura Mora, “Los reyes del mundo” levou para casa a Concha de Ouro para Melhor Filme da 70.ª edição do Festival de Cinema de San Sebastián, sendo o terceiro ano consecutivo que uma realizadora vence o prémio máximo do festival.

Laura-Mora-San-Sebastian-2022-1
A realizadora Laura Mora e o seu elenco a receber o prémio.

O filme é o segundo de Laura Mora e é um drama que retrata o desenvolvimento de um grupo de rapazes de rua de Medelin de uma forma crua e sem sentimentalismos. Gira em torno da sua aventura da cidade para a selva, à procura de terras ancestrais.

“Los reyes del mundo” revelou-se popular entre a crítica, mas ainda assim não era a escolha mais óbvia para a vitória, num festival com nomes como Sebastián Lelio, Hong Sangsoo e Christophe Honoré.

Laura Mora já havia ficado debaixo dos radares com a estreia da sua primeira longa-metragem, em 2017, “Matar a Jesús”, que lhe valeu uma Menção Honrosa em San Sebastián, na categoria de Novos Realizadores.

O novo filme de Marco Martins, “Great Yarmouth – Profisional Figures”, com Beatriz Batarda, Kris Hitchen, Robert Elliot, Romeu Runa, Nuno Lopes, Rita Cabaço, Hugo Bentes e a população de Great Yarmouth, teve a sua estreia mundial em San Sebastián, na competição principal.

PRÉMIOS DA SELEÇÃO OFICIAL 2022

Concha de Ouro para Melhor Filme
“Los reyes del mundo”, de Laura Mora

Prémio Especial do Júri
“Runner”, de Marian Mathias

Concha de Prata para Melhor Realizador
“A Hundred Flowers”, de Genki Kawamura

Concha de Prata para Melhor Performance Principal (ex-aequo)
Carla Quílez, em “La Maternal”
Paul Kircher, em “Winter Boy”

Concha de Prata para Melhor Performance Secundária
Renata Lerman, em “The Substitute”

Melhor Argumento
“A Woman”, por Wang Chao

Melhor Direção de Fotografia
“Pornomelancolía”, de Manuel Abramovich

OUTROS PRÉMIOS OFICIAIS

Prémio Novos Realizadores
“Spare Keys”, de Jeanne Aslan e Paul Saintillan

Prémio Novos Realizadores (Menção Honrosa)
“On Either Side of the Pond”, de Parth Saurabh

Prémio Horizontes Latinos
“I Have Electric Dreams”, de Valentina Maurel

Prémio Zabaltegi-Tabakalera
“Godland”, Hlynur Pálmason

Prémio do Público para Melhor Filme
“Argentina, 1985”, de Santiago Mitre

Prémio do Público para Melhor Filme Europeu
“The Beasts”, Rodrigo Sorogoyen

Prémio Cooperação Espanhola
“Noise”, de Karla Moreno, María José Córdova

Prémio RTVE Outro Olhar
“El Sostre Groc”, de Isabel Coixet

Prémio RTVE Outro Olhar (Menção Honrosa)
“Corsage”, de Marie Kreutzer

Prémio Irizar Basque
“Suro”, de Mikel Gurrea

Prémio Irizar Basque (Menção Especial)
“To Books and Women I Sing”, Maria Elorza

Prémio TCM Juventude
“To Books and Women I Sing”, Maria Elorza

OUTROS PRÉMIOS

Prémio Euskadi País Basco Agenda 2030
“Tori and Lokita”, Jean-Pierre e Luc Dardenne

Prémio Dunio Asaya
“Tobacco Barns”, Rocio Mesa

Prémio Asaya (Menção Honrosa)
“El Sostre Groc”, de Isabel Coixet

Prémio FIPRESCI
“Suro”, de Mikel Gurrea

Prémio Feroz Zinemaldia
“The Kings of the World”, Laura Mora

Prémio Euskal Gidoigileen Elkartea
“Suro”, Mikel Gurrea e Francisco Kosterlitz

Prémio Sebastiane
“Something You Said Last Night”, Luis de Filippis

Prémio Lurra Greenpeace
“Alcarras”, Carla Simon

Prémio SIGNIS
“Los reyes del mundo”, de Laura Mora

Prémio SIGNIS (Menção Honrosa)
“Runner”, de Marian Mathias

Skip to content