Madeira Nature Film Festival 2015

Arranca hoje a 4ª edição do Madeira Nature Film Festival, pautada por uma agenda cultural preenchida e diversificada, que se prolonga até ao 3 de maio. “Caracterizado por ser um festival de cinema independente, assente numa seleção criteriosa de filmes, documentários e curtas-metragens, tem o mérito de enaltecer a Floresta Laurissilva da Madeira e contribuir para a preservação da biodiversidade deste arquipélago, bem como projetar internacionalmente a Madeira”. A edição deste ano conta com múltiplos motivos de interesse, entre os quais uma selecção especial de filmes que serão exibidos no Teatro Municipal Baltazar Dias, e cujos realizadores estarão no Funchal para o efeito, participando ainda em diversas acções e workshops.

O primeiro ‘Rendez-vous’ do Madeira Nature Film Festival, terá lugar hoje, no hotel Belmond Reid’s Palace, às 14h, rumo ao Fanal. Este será o cenário idílico escolhido para uma atuação do grupo “Dançando com a Diferença”, que às 16h, apresentará uma adaptação da performance “Dez Mil Seres”, numa coreografia de Clara Andermatt. Pelas 19h30, no hotel Meliã Madeira Mare, haverá um ‘Sunset Buffet’, evento onde realizadores, convidados, parceiros e patrocinadores do festival terão oportunidade para conviver.

A abertura oficial do Madeira Nature Film Festival, está agendada para amanhã, ás 18h30, naquele que é um dos pontos altos do programa social deste evento, decorrerá em ambiente glamoroso, junto à piscina do Belmond Reid’s Palace, ao som de uma gaita-de-foles escocesa, saboreando Vinho Madeira. O filme de abertura deste festival será “Of horses and Men” de Benedict Erlingsson, uma tragicomédia passada na Islândia, numa localidade remota, relatando as relações de múltiplas pessoas profundamente ligadas aos seus cavalos, e que passam o tempo a vigiar-se entre si, nas suas tarefas de criação dos equídeos.

Destaque ainda para filmes como “Night Moves” de Kelly Reinhardt, “The Giver” de Philip Noyce, “Uma Vida Invisível” de Vítor Gonçalves, “Act of Killing” de Joshua Oppenheimer, “Tracks” de John Curran, “Winter in the Blood” de Andrew Smith, entre outros, que vão ser exibidos na edição desta ano.

No dia 29 de abril, a primeira ‘Palestra das cinco’, que terá lugar no Festival Lounge, será dedicada ao Fura-bardos, também conhecido como gavião-da- macaronésia, que tem sido muito afetado pelos incêndios florestais que ocorreram na Madeira e pelas plantas exóticas de caráter invasor, com a colaboração do Projeto “Conservação do Fura-bardos e habitat da Laurissilva, na ilha da Madeira”. Além de uma exposição e da palestra já referida, alusiva a esta espécie e ao seu habitat, decorrerá o lançamento do primeiro vídeo do projeto LIFE, “A Magia da Laurissilva”, no qual se destaca a importância desta floresta restrita às ilhas da Macaronésia, para a conservação do fura-bardos.

Destaque também para os workshops, que terão lugar entre os dias 29 de abril e 3 de maio, no Belmond Reid’s Palace, das 10h às 13h. O primeiro debruça-se sobre a temática “Quentin Tarantino: Balancing originality with influence”, a cargo do realizador O. Philippe. No dia 30 de abril, será a vez de “Para que queremos as imagens?”, por Pedro Sena Nunes. O terceiro workshop  “Find your own story/ Screenwriting” , terá lugar no dia 1 de maio e será orientado pelo realizador  Andrea Pallaoro. No dia 2 de maio, Joe Ferrara debruça-se sobre a temática ”Ser ator em Portugal”.  A encerrar este ciclo de workshops estará “Acting with Louise Connolly – Burnham & Miranda Wilson”.

Este projeto é coordenado pela Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, em parceria com a Direção Regional de Florestas e Conservação da Natureza, Sociedad Española de Ornitología e Serviço do Parque Natural da Madeira. É financiado pelo instrumento financeiro LIFE+ da Comissão Europeia.

Fonte: Madeira Film Festival