Paraíso, Sérgio Trefaut

MDOC 2022: Festival Internacional de Documentário de Melgaço anuncia programação nacional para a edição deste ano

A ter lugar entre os dias 1 e 7 de agosto, o festival minhoto de Documentário propõe o regresso a alguns dos títulos que marcaram o último ano. Integrando um total de 12 filmes (que concorrerão nas categorias de melhor longa, curta e média metragem e melhor documentário português), o MDOC passará filmes de António AleixoHugo dos SantosInês T. AlvesJosé Oliveira e Marta RamosJosé VieiraMiguel DoresPaulo CarneiroSabrina D MarquesSérgio TréfautSusana Nobre Susana Sousa Dias e Ansgar Schaefer.

Alinhadas para este ano estão ainda as estreias dos quatro documentários realizados no ano de 2021, no âmbito das residências de criação propostas em todas as edições. Quatro obras que traçam novos olhares para as histórias da região, onde se olham as tradições e se vislumbram ideias para o seu futuro. Esta sessão apresentará A Inverneira de Pontes, de Luís Miguel Pereira, Alua Pólen – Para Ela, D’Ele, de Beatriz Walviesse Dias, Até Ao Amanhecer, de J. L. Peixoto, Henrique Queirós e Sebastião Guimarães, e Cristóval – Pontebarxas, de Alexandra Guimarães e Gonçalo L. Almeida. 

No plano da fotografia, o MDOC propõe a visita a três trabalhos: Fluxo(s), de Luana Santos, Terra das Cruzes, de João Salgueiro Baptista, As Bocas Negras, de Martí Rosell Civit.

O júri oficial será, este ano, formado por Aida Vallejo, professora de cinema documentário na Universidade do País Basco, Anna Huth, Diretora do Instituto de Cinema e Artes Teatrais da Universidade da Silésia, na Polónia, e professora na Kieslowski Film School, Carlos Natálio, crítico de cinema e professor de Cinema na Escola das Artes (EA), da Universidade Católica Portuguesa, Juan Pablo Gonzalez, realizador mexicano e professor no Instituto de Artes da Califórnia (Cal Arts) e Marion Schmidt, co-diretora da Documentary Association of Europe (DAE).

A ter lugar entre os dias 1 e 6 de agosto, o MDOC havia já anunciado o programa para o Fora de Campo, um curso que parte de projetos de pesquisa e narrativas digitais e audiovisuais para propor um debate em torno das relações entre a antropologia e o cinema, abrindo espaço para a troca de ideias e o contacto entre o contexto académico, as redes profissionais, as associações científicas e os cineastas, e que aqui demos conta.

SELECÇÃO NACIONAL MDOC 

ALCINDO, Miguel Dores
DISPERSOS PELO CENTRO, António Aleixo
NO TÁXI DO JACK, Susana Nobre
NOUS SOMMES VENUS, José Vieira
OS FOTOCINES, Sabrina D Marques
PARAÍSO, Sérgio Tréfaut
PAZ, José Oliveira, Marta Ramos
PÉRIPHÉRIQUE NORD, Paulo Carneiro
QUIS SABER QUEM SOU, de António Aleixo
TRANSIT, Hugo Dos Santos
VIAGEM AO SOL, Susana de Sousa Dias, Ansgar Schaefer
WATERS OF PASTAZA, Inês T. Alves

Skip to content