Morreu Albert Uderzo, o ilustrador de Astérix e Obélix

Morreu esta terça-feira o ilustrador francês Albert Uderzo, aos 92 anos, durante o sono, na sequência de um ataque cardíaco, coautor da popular série de banda desenhada “As Aventuras de Astérix”.

Nascido a 25 de abril de 1927, em Fismes, na França, Uderzo ficou célebre por ter criado em 1959, em parceria com René Goscinny (1926-1977), as personagens Astérix e Obélix, que vivem numa aldeia de irredutíveis gauleses no norte da Gália que não se deixa conquistar pelos romanos. Em 1961, foi publicado o primeiro álbum de aventuras, “Astérix, o Gaulês”. A banda desenhada caracteriza-se por ser um retrato da nossa época, mas no período do Império Romano, recheado de humor, tipicamente francês, com trocadilhos, caricaturas e muitos estereótipos. Ao todo são 38 álbuns, todos traduzidos em mais de cem línguas.

Albert Uderzo e René Goscinny formaram uma dupla memorável na cultura francesa, criando um universo original, rico e inteligente que vai desde videojogos, merchandising, um parque temático em França (o Parque Astérix) e mais de uma dezena de filmes, entre personagens reais e animadas.

A primeira adaptação ao cinema foi “Astérix, o Gaulês” (1967), um filme em animação que mantém o traço original da banda desenhada. Seguiram-se “Astérix e Cleópatra” (1968), “Os 12 Trabalhos de Astérix” (1976), “Astérix e a Surpresa de César” (1985), “Astérix na Bretanha” (1986), “Astérix et le coup du menhir” (1989), “Asterix in America” (1994), “Astérix e os Vikings” (2006), “Astérix: O Domínio dos Deuses” (2014) e “Astérix: O Segredo da Poção Mágica” (2018). Estes dois últimos filmes são os primeiros com animação em 3D.

As personagens Astérix e Obélix também ganharam vida em imagem real no cinema. A primeira adaptação foi em 1999, “Astérix & Obélix Contra César”, realizado por Claude Zidi, e protagonizado por Christian Clavier (Astérix), Gérard Depardieu (Obélix) e Roberto Benigni (Lucius Detritus). Seguiram-se “Astérix e Obélix: Missão Cleópatra” (2002),Astérix nos Jogos Olímpicos” (2008) e Astérix & Obélix: Ao Serviço de Sua Majestade” (2012). O francês Gérard Depardieu tem sido o único ator a dar vida à personagem Obélix, enquanto  Astérix tem sido interpretado sempre por atores diferentes. Encontra-se em produção um novo filme de imagem real, “Asterix and Obelix: The Silk Road”, que deverá estrear em 2021.

Astérix e Obélix perderam os dois pais, mas o seu legado viverá para sempre na banda desenhada e no cinema.