Morreu Michael Cimino

Morreu o realizador norte-americano Michael Cimino, no passado dia 2 de julho, aos 77 anos. A informação foi avançada no Twitter pelo diretor do Festival de Cannes, Thierry Fremaux: “Michael Cimino morreu, em paz, rodeado dos seus e das mulheres que amava. Nós também o amávamos.”.

Estreia-se como realizador em “A Última Golpada” (1974), protagonizado por Clint Eastwood, Jeff Bridges e George Kennedy. Mas foi com o seu segundo filme, “O Caçador” (1978) que atingiu reconhecimento universal, tendo o filme conquistado cinco Óscares da Academia, Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Ator Secundário (Christopher Walken), Melhor Som e Melhor Edição. Protagonizado por Robert De Niro, Meryl Streep, Christopher Walken e John Cazale“O Caçador”, foi considerado o primeiro grande filme sobre a guerra do Vietname, tendo causado um grande impacto em Hollywood e no público americano, que começou aceitar a desastrosa guerra que foi a do Vietname. Cenas memoráveis até hoje como a do casamento ou a cena da roleta russa, demonstram o brilhantismo de Cimino.

Depois do enorme sucesso que “O Caçador” teve, Hollywood deu-lhe carta branca para Michael Cimino fazer o que quisesse. O seu terceiro filme, “As Portas do Céu” (1980), foi um western bastante majestoso, que custou perto de 40 milhões de dólares, tendo-se revelado o maior fracasso da época. Este filme foi fortemente criticado na época, pela extravagância dos cenários, pelo que se tornou num fracasso da United Artists, o custo do filme fez com que a MGM comprasse o estúdio. O filme foi cortado de 225 minutos para uma versão de 148 minutos. Este filme representa um período de declínio do género western.

Desde então que Cimino nunca mais conseguiu fazer os filmes que queria fazer. Seguiram-se os filmes “O Ano do Dragão” (1985), “O Siciliano” (1987), A Noite do Desespero” (1990) e Espírito do Sol” (1996), o seu último filme.