Morreu o pianista e compositor Bernardo Sassetti

Morreu hoje o pianista e compositor Bernardo Sassetti aos 41 anos, na sequência da queda de uma falésia onde tirava fotografias. Para além de ter sido um dos mais importantes músicos portugueses da atualidade, Sassetti era um artista multifacetado, pois a sua obra passava pela música, teatro, fotografia e cinema.

 

Nascido em 1970, em Lisboa, começou a estudar piano desde muito novo, tendo tido formação clássica, apesar de ter sido no jazz onde mais se destacou. Era também compositor de bandas sonoras para filmes, onde “Alice” de Marco Martins, “O Talentoso Mr. Ripley” de Anthony Minghella, “Um Amor de Perdição” de Mário Barroso, “98 Octanas” de Fernando Lopes e “Maria do Mar” de Leitão de Barros (um filme mudo de 1930) são alguns dos seus melhores trabalhos.

 

Sassetti, que era casado com atriz Beatriz Batarda com quem tinha duas filhas, trabalhou com músicos de variados géneros, desde o fado ao hip hop. Dos seus trabalhos mais recentes destacam-se “3 Pianos” (2007) com Mário Laginha e Pedro Burmester“Carlos do Carmo & Bernardo Sassetti” (2011) com Carlos do Carmo.

 

Partiu assim, com uma morte precoce e estúpida, um grande artista. Portugal torna a ficar mais pobre, uma semana depois da morte do cineasta Fernando Lopes.