John Lafia, responsável pelo argumento de “Chucky: o Boneco Diabólico” (1988) e da sua sequela, a qual também realizou, morreu na passada quarta-feira aos 63 anos de idade.

Nascido em 1957, Lafia ganhou reconhecimento graças à sua colaboração com Don Mancini e Tom Holland na criação do argumento para a primeira aparição do boneco Chucky no grande ecrã em 1988. Em 1990, foi o responsável pela realização da sequela “Chucky: o Boneco Diabólico 2”. Tornou-se não só num argumentista respeitado, como também trabalhou noutras áreas, como no departamento de arte de filmes como “Space Raiders” (1983) e “O Clandestino” (1984) e conta com títulos por si realizados, tais como “The Blue Iguana”, com Dylan McDermott e Jessica Harper no elenco, e “O Melhor Amigo do Homem”. A sua filmografia como realizador conta ainda com filmes para televisão como “Monster!” e “Ratos”, dois episódios de “Pesadelo em Elm Street- A Série” e uma minissérie intitulada “10.5: Apocalipse”. O seu último projeto foi um filme de televisão em 2006: “Firestorm: Last Stand at Yellowstone.

Lafia era, também, um amante de música, tendo feito parte da música underground em Los Angeles.

A família não revelou a causa da morte, porém, segundo o site Variety, a causa terá sido suicídio. Na sua declaração, a família relembra o “criador apaixonado e imparável” que foi John Lafia.