Mike Nichols

Morreu na passada quarta-feira (19 de novembro) o realizador americano Mike Nichols, aos 83 anos, vítima de um ataque cardíaco. Para além de realizador foi também ator e produtor e foi uma das poucas pessoas a ganhar os principais prémios do entretenimento americano, no cinema (Óscar), na televisão (Emmy), na música (Grammy) e no teatro (Tony).

O seu primeiro filme como realizador foi “Quem Tem Medo de Virginia Woolf?” (1966), com Elizabeth Taylor, Richard Burton, George Segal e Sandy Dennis nos papéis principais, tendo conquistado cinco Óscares (Melhor Atriz, Melhor Atriz Secundária, Melhor Direcção Artística, Melhor Fotografia e Melhor Guarda-Roupa). Este é considerado um dos melhores filmes de Nichols, que conseguiu com este filme uma das melhores adaptações, alguma vez feitas, de uma peça de teatro. Seguiu-se em 1967 “A Primeira Noite”, um filme que lançou Dustin Hoffman para a ribalta, logo no início da sua carreira. Mike Nichols obteve com este seu segundo filme o seu primeiro e único Óscar de Melhor Realizador. Outros dos seus trabalhos mais conhecidos são “Iniciação Carnal” (1971), “Reacção em Cadeia” (1983), “Os Rapazes de Biloxi” (1988), “Uma Mulher de Sucesso” (1988) e Perto Demais” (2004). “Jogos de Poder” (2007) foi o seu último trabalho como realizador. Nichols recebeu ao longo da sua carreira um Globo de Ouro, três BAFTA, entre outros. Na televisão, destacou-se com o telefilme “Espírito de Coragem” (2001) e com a minissérie “Anjos na América”, e no teatro destacou-se com as peças “Barefoot in the Park”, “Luv”, “The Odd Couple” e “Spamalot”.