Mata-Fabio-Rebelo-Motelx-2020

MOTELx 2020: Vencedores

Terminou a 14.ª edição do MOTELx – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, com atribuição do Prémio MOTELX – Melhor Curta de Terror Portuguesa/Méliès d’Argent 2020 ao filme “Mata”, de Fábio Rebelo.

“Mata” é “um filme sólido que joga com o imaginário da literatura fantástica, mergulhando num espaço onde enfrentamos os nossos pequenos medos”, e que, “em escassos minutos e sem pretensões”, “revela a promessa de um jovem realizador”, segundo o júri.

O júri decidiu ainda atribuir uma Menção Especial a “A Grande Paródia”, de André Carvalho, “filme visceral” sobre um realizador que adormece enquanto vê televisão e sonha vender a alma a troco de fama e glória. “Transgredindo a ironia”, a curta-metragem desarmou o júri “pela sua brutalidade” e “pela coragem tocante, no limite da castração e da auto-representação.”

O Prémio MOTELX – Melhor Longa de Terror Europeia foi entregue a “Pelican Blood”, da realizadora alemã Katrin Gebbe. “Uma escolha unânime” para o júri que aplaude “um filme que instala uma tensão permanente, um filme sobre o instinto maternal e a saúde mental, sobre a perda e o sacrifício, sobre o mal como protecção, um mal reeducável, que faz apelo à coragem e à perseverança, contra toda a lógica e toda a esperança.”

Melhor Curta de Terror Portuguesa
Mata, de Fábio Rebelo
Menção Especial
A Grande Paródia, de André Carvalho
Melhor Longa de Terror Europeia
Pelican Blood, de Katrin Gebbe