Klaus-2019-netflix-2

Netflix quer produzir 6 filmes de animação por ano

A plataforma de streaming Netflix quer apostar no cinema de animação ao produzir e estrear 6 filmes de animação por ano, segundo declarações do co-CEO da Netflix, Ted Sarandos, numa entrevista para a Variety.

“A nossa ambição por animação não é apenas dar um passo à frente e ser tão grande como alguém que está a fazer isso hoje – estamos no caminho de lançar seis longas-metragens de animação por ano, o que nenhum ouro grande estúdio fez até agora, além das séries de animação”, disse Sarandos.

“A maneira como pensamos sobre essas coisas não é dizer: ‘Bem, como é que fazemos como se outra pessoa já tivesse feito?’ Porque na verdade nunca ninguém fez realmente a maioria destas funções na escala a que estamos a fazer, e a única maneira de fazer isso é ter uma equipa realmente confiável, que tomará decisões e as levará a sério e as assumirá.”

Segundo avançou o site Cartoon Brew a Netflix pode vir a atingir a meta de seis filmes por ano já em 2022. Esta grande ambição da gigante do straming é algo inédito na indústria da animação, ainda para mais quando a Netflix só lançou em 2019 o seu primeiro filme original de animação, “Klaus”, que conquistou 7 prémios nos Annie Awards e esteve nomeado para o Óscar de Melhor Filme de Animação. Em 200 a Netflix lançou “The Willoughbys” e vai estrear ainda o musical animado em computador “Over the Moon” (23 de outubro).

Encontrma-se em produção alguns projetos já divulgados, como “Pinóquio”, de Guillermo del Toro, “Apollo 10 1/2: A Space Age Adventure”, de Richard Linklater, “My Father’s Dragon”, de Nora Twomey, e “Wendell e Wild”, de Henry Selick.

Segundo o Cartoon Brew a Netflix tem a vantagem de os seus filmes serem muito mais diversificados em voz, tom e público-alvo do que qualquer outro estúdio dos EUA.