NOMA AZORES é o novo festival de cinema que quer debater e defender os Direitos Humanos

noma-azores-2021-1

Chama-se NOMA AZORES – Festival Internacional de Cinema de Direitos Humanos e vai decorrer no Teatro Micaelense em Ponta Delgada, entre os dias 27 e 31 de julho de 2021. Os Açores vão ter um festival que quer debater e defender os Direitos Humanos, onde a cultura será a sua principal arma, “instrumento essencial para criação de diálogos e a construção das pontes que nos ligam aos outros”.

“Se nenhum Homem é (ou dever ser) uma ilha isolada, como podem os indivíduos e os povos preservar a sua identidade numa relação pacífica, construtiva e enriquecedora com o que está ao seu redor? Como podemos fazer da diversidade a nossa força colectiva e não o seu contrário? Como fazer com que cada homem e mulher possam, sem deixarem de ser quem são, sair das suas ‘ilhas’ para se ligarem ao outro? Como podemos hoje imaginar e agir sobre a construção de um futuro colectivo onde todos têm verdadeiramente lugar?”

“É na resposta a algumas destas questões que surge o NOMA AZORES – Festival Internacional de Cinema de Direitos Humanos. Um espaço onde o cinema serve de ponto de encontro para a sensibilização, diálogo, conhecimento e a ação para uma sociedade de pontes entre todos nós, entre todas as ilhas. Porque ninguém deveria ser uma ilha.”

Organizado pela Câmara Municipal de Ponta Delgada, com produção da Associação Cultural – Silêncio Sonoro, o novo festival de cinema português será composto, nesta primeira edição, por uma Competição Internacional de Longas-Metragens, um programa especial de curtas metragens, assim como um ciclo de conversas e masterclasses que pretendem alargar o debate sobre os Direitos Humanos a diferentes áreas da produção audiovisual.

O Open Call para submissão de filmes à 1.ª edição do NOMA AZORES decorre até ao dia 31 de maio, onde serão aceites filmes de produção recente, ainda não estreados comercialmente em Portugal.

O NOMA AZORES terá três prémios a concurso: para Melhor-Metragem no valor 2500 euros, para Melhor Longa Metragem Portuguesa no valor de 1500 euros e o Prémio do Público para Melhor Filme no valor de 700 euros. A escolha dos vencedores para os dois primeiros prémios será feita por um júri independente a anunciar e, para o terceiro, pela votação directa dos espectadores do festival.

noma-azores-2021-open-call

Fonte: NOMA AZORES

Skip to content