Os estúdios de animação da Pixar apresentaram, no passado dia 10 de janeiro, uma série exclusiva de curtas-metragens de animação com o nome Sparkleshorts”.

A primeira história a ser revelada foi Purl”, que chegou ao canal de Youtube da “Disney.Pixar” na passada segunda-feira, e é escrita e realizada por Kristen Lester (Departamento de animação em Epic – O Reino Secreto”, 2013). Purl é a história de uma pequena bola de lã cor-de-rosa que começa a trabalhar numa empresa financeira. No primeiro dia, depois do entusiasmo inicial, percebe que não está no sítio certo, pois os seus colegas são quase todos homens, com linguagens e formas de interagir próprias que não são muito convidativas para quem seja “de fora”.

Esta série de filmes independentes, produzidos dentro da própria Pixar, e que têm um tempo de produção mais curto do que é habitual, segundo Jim Morris, presidente do estúdio, tem como objetivo principal descobrir novos contadores de histórias, explorar novas técnicas de contar histórias, e experimentar novos fluxos de trabalho“.

Ao site oficial dos estúdios de animação, Morris refere queestes filmes são diferentes de tudo o que fizemos na Pixar“, acrescentando ainda que estes são uma oportunidade para desbloquear o potencial de artistas individuais e as suas abordagens criativas na produção de filmes numa escala menor.

Segundo o jornal Público, A premissa feminista do filme contrasta com a história recente da própria Pixar. Em 2017, o diretor da animação da Disney e da Pixar, John Lasseter, tirou “uma licença sabática” quando foi acusado de “conduta imprópria” em relação às funcionárias com quem trabalhava. No ano passado, acabou mesmo por sair da Pixar, empresa que fundou. Depois dessas revelações, várias publicações, como a Variety ou a Vanity Fair, publicaram depoimentos sobre a “cultura de rapazes” da Pixar, retratando um meio que não parece muito diferente daquele que se vê agora em Purl.

Como se pode verificar no site oficial da Pixar, estão já disponíveis os títulos, e as relativas sinopses, das próximas cinco curtas-metragens. São elas: Smash and Grab”, “Kitbull”, “Float”, “Loop” eWind.

Sabe-se que “Smash and Grab”, a história de “dois robôs antiquados que vão arriscar tudo pela liberdade”, e Kitbull, que conta “uma ligação inesperada entre um gatinho ferozmente independente e um pitbull, estarão disponíveis no canal de Youtube da Pixar, com as estreias a acontecerem durante as próximas duas semanas.

Tendo em conta uma publicação dos estúdios no Twitter, as restantes curtas-metragens poderão já só estar disponíveis no serviço de streaming Disney+, de forma a apelar ao público à subscrição da plataforma. Esta operação deverá estar concluída até ao final de 2019.