Oscares 2015_1

Espantosa abertura, apresentada por Neil Patrick Harris, em tom de Broadway, sobre as imagens que se movem, em homenagem aos filmes de Hollywood. Já o resto da cerimónia não foi tão cativante e original como o número de abertura. Tornou-se aborrecida.

“Birdman”, o grande vencedor deste ano, conquistou quatro Óscares, o de Melhor Filme, Melhor Reaizador (Alejandro González Iñárritu), Melhor Argumento Original e Melhor Fotografia. “Grand Budapest Hotel” também venceu quatro estatuetas douradas, mas apenas pelas categorias técnicas, Melhor Design de Produção, Melhor Guarda-Roupa, Melhor Montagem e Melhor Maquilhagem e Cabelo e Melhor Banda Sonora Original. 

“Whiplash” surpreendeu ao arrecadar três Óscares, o de Melhor Ator Secundário, Melhor Montagem e Melhor Mistura de Som. Já “Boyhood”, um dos grandes favoritos com seis nomeações, recebeu apenas o Óscar de Melhor Atriz Secundária. “Foxcatcher” não conquistou nada.

Nas categorias de interpretação, sem quaisquer surpresas, Eddie Redmayne venceu o Óscar de Melhor Ator em “A Teoria de Tudo”Julianne Moore o de Melhor Atriz em “O Meu Nome é Alice”. O primeiro Óscar da noite, o de Melhor Ator Secundário, foi para J.K. Simmons, em “Whiplash” e o de Melhor Atriz Secundária foi para Patricia Arquette, em “Boyhood”.

Da Polónia, “Ida” de Pawel Pawlikowski, venceu o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro. O compositor Alexandre Desplat venceu o seu primeiro filme Óscar para Melhor Banda Sonora Original, pelo filme “Grand Budapest Hotel”.

As surpresas da noite foram o Óscar de Melhor Filme de Animação para “Big Hero 6” e o Óscar de Melhor Montagem para “Whiplash”.

Um dos momentos mais nostálgicos da noite foi a homenagem ao 50º aniversário do eterno clássico “Música no Coração” (1965), com algumas músicas do filme cantadas por Lady GagaMeryl Streep apresentou o momento de homenagem àqueles que morreram no ano passado.

Assim foi a 87ª edição dos Óscares.

 

Melhor Filme

Birdman

Melhor Realizador

Birdman, de Alejandro G. Iñárritu

Melhor Ator

Eddie Redmayne, em The Theory of Everything

Melhor Atriz

Julianne Moore, em Still Alice

Melhor Ator Secundário

J.K. Simmons, em Whiplash

Melhor Atriz Secundária

Patricia Arquette, em Boyhood

Melhor Argumento Original

Birdman

Melhor Argumento Adaptado

The Imitation Game

Melhor Filme de Animação

Big Hero 6

Melhor Filme Estrangeiro

Ida (Polónia)

Melhor Documentário

CitizenFour, de Laura Poitras, Mathilde Bonnefoy e Dirk Wilutzky

Melhor Design de Produção

The Grand Budapest Hotel

Melhor Fotografia

Birdman

Melhor Guarda-Roupa

The Grand Budapest Hotel

Melhor Montagem

Whiplash

Melhor Maquilhagem e Cabelo

The Grand Budapest Hotel

Melhor Banda Sonora Original

The Grand Budapest Hotel, por Alexandre Desplat

Melhor Canção Original

“Glory” de Selma, por John Stephens e Lonnie Lynn

Melhor Edição de Som

American Sniper

Melhor Mistura de Som

Whiplash

Melhores Efeitos Visuais

Interstellar

Melhor Curta de Animação

Feast, de Patrick Osborne and Kristina Reed

Melhor Curta Live-Action

The Phone Call, de Mat Kirkby e James Lucas

Melhor Curta Documental

Crisis Hotline: Veterans Press 1, de Ellen Goosenberg Kent e Dana Perry