A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas reuniu esta terça-feira e decidiu abrir uma exceção, apenas para este ano, para permitir que os filmes estreados em plataformas de streaming sejam elegíveis para os Óscares 2021.

Devido ao encerramento das salas de cinema, por causa da pandemia de Covid-19, a Academia aprovou a suspensão das suas regras temporariamente sobre as regras de elegibilidade de filmes para concorrer aos Óscares. É a primeira vez que um filme que estreie numa plataforma de streaming ou em VOD, sem ter uma exibição comercial numa sala de cinema, pode ser elegível para o prémio mais requisitado de Hollywood.

Num comunicado oficial, o presidente da Academia, David Rubin, defendeu a importância de se ver os filmes em sala de cinema. No entanto, devido à pandemia de Cocid-19, foi necessário romper com a tradição das regras da Academia este ano.

“A Academia acredita firmemente que não há maneira melhor de sentir a magia dos filmes do que vê-los numa sala de cinema. O nosso compromisso com isso é inalterado e inabalável. No entanto, a pandemia trágica do Covid-19 exige essa exceção temporária às nossas regras de elegibilidade para os prémios. A Academia apoia os nossos membros e colegas durante este período de incerteza. Reconhecemos a importância do seu trabalho ser visto e comemorado, especialmente agora.”

Os filmes passam agora a ter de responder a dois critérios, o de estar disponível aos membros da Academia no período de 60 dias antecedente à sua estreia e o filme “deve observar todos os outros critérios de elegibilidade”.

A Academia vai ainda juntar as duas categorias de som numa só (Melhor Edição de Som e Melhor Mistura de Som), para destacar “o trabalho de equipa”, passando agora a serem 25 categorias. Foi decidido também a proibição dos screeners em DVD, para que a Academia seja mais amiga do ambiente.

Foi alargado ainda o número de salas de cinema qualificadas pela Academia, de forma a facilitar os requisitos de exibição comercial quando os cinemas começarem a reabrir. Assim, para além das salas de Los Angeles, passam a estar disponíveis as salas de Nova Iorque, São Francisco, Chicago, Miami e Atlanta.

Também os Globos de Ouro mudaram as suas regras de elegibilidade à nomeação.

A próxima cerimónia dos Óscares, a 93.ª edição, está agendada para 28 de fevereiro de 2021.