Óscares 2023: 6 filmes estrangeiros para aprender um novo idioma

Design sem nome 5 1 Design sem nome 5 2

A Preply, plataforma de idiomas, recentemente compilou uma lista de seis filmes estrangeiros para assistir que concorreram aos Óscares 2023. Desde a vitória de “Parasitas”, de Bong Joon-ho nas categorias de Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Argumento Original e Melhor Filme Internacional em 2020, a atenção para filmes em idiomas diferentes do inglês tem aumentado consideravelmente.

Embora seja positivo ver um aumento de interesse em filmes estrangeiros, é importante reconhecer que o cinema de outras partes do mundo tem sido tão importante quanto o cinema norte-americano há muito tempo.

Na seleção da Preply, destacam-se dois filmes que competiram tanto na categoria principal, Melhor Filme, como na categoria de Melhor Filme Internacional: “A Oeste Nada de Novo”, de Edward Berger e “Triângulo da Tristeza”, de Ruben Östlund. Foi a primeira vez que duas produções estrangeiras concorreram juntas na categoria principal do prémio.

Confirmando o favoritismo, “A Oeste Nada de Novo”, remake alemão da Netflix do clássico, também alemão, de Lewis Milestone (1930), venceu em quatro categorias: Melhor Filme Internacional, Melhor Fotografia (James Friend), Melhor Design de Produção, para a dupla Christian M. Goldbeck e Milena Koubková e Melhor Banda Sonora para Volker Bertelmann – Bertelmann suprimiu os favoritos Justin Hurwitz e John Williams (em sua 53.ª nomeação ao prémio e 31.ª parceria com Steven Spielberg).

De acordo com Mustafa Ali Sivisoglu, gerente de sucesso de alunos na Preply, há várias maneiras de aprender um novo idioma, incluindo aulas, livros, séries e filmes, como os indicados ao Oscar. Ele acredita que, assim como outros materiais de entretenimento, o cinema oferece uma oportunidade de se conectar com diferentes culturas, aprender novos idiomas, descobrir curiosidades e histórias interessantes, além de melhorar as habilidades linguísticas e impulsionar a carreira.

Confira a seleção da Preply:

 

“A Oeste Nada de Novo”, de Edward Berger  – Idioma: Alemão 

A Oeste Nada de Novo é a primeira adaptação em alemão do livro clássico antibélico do escritor Erich Maria Remarque. O filme narra as experiências do soldado Paul Bäumer na Primeira Guerra Mundial, junto a outros combatentes com quem chega à frente do combate pelo Oeste. O contexto histórico do filme traz palavras e expressões que não são tão conhecidas atualmente, porém é excelente para o enriquecimento do vocabulário em alemão.

 

“Triângulo da Tristeza”, de Ruben Östlund – Idioma: Sueco 

O filme sueco retrata a história de um casal de influenciadores que são convidados para um cruzeiro de luxo ao lado de um grupo de pessoas ricas. Entretanto, a situação toma um rumo diferente quando uma tempestade brutal atinge o navio. A linguagem utilizada no filme acaba sendo facilitada pelo fato de o casal protagonista trabalhar com Internet, trazendo assim expressões já conhecidas da população só que no sueco.

 

“Argentina, 1985”, de Santiago Mitre – Idioma: Espanhol 

Baseado em fatos reais, Argentina, 1985 se inspira na história de Júlio Strassera, Luís Moreno Ocampo e sua equipe, que processam militares da ditadura argentina pelos atos de tortura.Em grupo, vão ao conhecido Julgamento das Juntas. Além de aprender expressões jurídicas em espanhol, é possível enriquecer o vocabulário com interjeições utilizadas na época.

 

“Close”, de Lukas Dhont – Idioma: Holandês 

Ambientada no interior da Bélgica, a trama conta a história de Leo e Témi, dois amigos de 13 anos que são inseparáveis, como unha e carne, mas cuja amizade é testada pelo tempo. Quando um novo ano escolar começa, surgem boatos maldosos sobre a amizade da dupla e eles começam a se distanciar lentamente, resultando em uma separação que é dolorosa para ambos. O drama apresenta uma linguagem jovial, contando com algumas expressões típicas da região em que é situado.

 

”EO”, de Jerzy Skolimowski – Idioma: Polonês 

O drama EO retrata a história de um burro que encontra pessoas boas e más em suas viagens, experimenta alegria e dor, explorando uma visão da Europa moderna através de seus olhos. O filme tem o polonês como sua língua de origem, porém, por se tratar de um “road movie’’, ou seja, um filme de estrada que passa por diversos países do continente europeu, é possível aprender diferentes expressões com o mesmo sentido em diferentes idiomas, como a própria língua polonesa, espanhol e italiano.

 

“A Menina Silenciosa”, de Colm Bairéad – Idioma: Irlandês 

O filme retrata a história de Cáit, que é uma menina de nove anos que tem uma família enorme, carente e disfuncional. Com a aproximação do verão e do parto de sua mãe, que está grávida, ela é enviada para a casa de parentes distantes apenas com a roupa do corpo. A nova vida com os desconhecidos aos poucos lhe cai bem, até o momento em que a garota faz uma dolorosa descoberta. A linguagem do filme é mesclada em dois tons, com expressões joviais utilizadas pela protagonista e expressões antigas usadas pelo casal antagonista. Algo interessante além do aprendizado de novas palavras é a comparação de diálogos entre essas diferentes gerações.

 

* Fica nosso agradecimento a malta da PREPLAY

Skip to content