Óscares: 8 ícones da música que foram nomeados ao prémio em categorias de interpretação

Design sem nome 4 1 Design sem nome 4 2

Indo além das paradas e dos hits contagiantes, diversos cantores talentosos aventuraram-se na sétima arte.

De Cher a Beyoncé, de Tim McGraw a Justin Timberlake, e até mesmo Sinatra, ícones da música envolveram o público com interpretações inesquecíveis, merecedoras de aclamação crítica. Alguns, inclusive, alcançaram o ápice do reconhecimento ao receberem o prémio máximo da Academia.

Por exemplo, Lady Gaga foi aclamada pelo público e pela crítica por sua estreia em “Assim Nasce Uma Estrela”, a primeira incursão de Bradley Cooper na realização.

Apesar da recepção positiva, ela perdeu o Óscar de Melhor Atriz para Olivia Colman por “A Favorita”, de Yorgos Lanthimos.

 

Após a aclamação por sua performance em “Assim Nasce Uma Estrela” e a conquista do Óscar de Melhor Canção Original, a expectativa era grande para que Gaga voltasse à premiação em 2022.

No entanto, a atriz e cantora acabou não sendo nomeada ao Óscar por sua atuação como Patrizia Reggiani em “Casa Gucci” (2021), de Ridley Scott.

 

Hoje trazemos uma seleção com alguns nomes da música que foram agraciados com uma nomeação aos Óscares em categorias de atuação.


1 – Frank Sinatra

Além de ser um dos maiores recordistas de vendas da história da música, com mais de 150 milhões de cópias mundialmente, e um gigante do Jazz, Sinatra também se consagrou como um astro da Era de Ouro do cinema nos Estados Unidos.

Sua carreira cinematográfica inclui mais de 60 produções em Hollywood, incluindo filmes clássicos como “Milionários de Ocasião” (1943), de Tim Whelan, “Até à Eternidade” (1953), de Fred Zinnemann e “Alta Sociedade” (1956), de Charles Walters.

Sinatra foi nomeado aos Óscares duas vezes: em 1954 na 26ª edição, quando ganhou o prémio de Melhor Ator Secundário por “Até à Eternidade” (1953), de Fred Zinnemann, e em 1956 na 28ª edição, quando foi nomeado a Melhor Ator por sua atuação como Frankie Machine em “O Homem do Braço de Ouro”, de Otto Preminger.

 

2 – Peggy Lee

Voz poderosa por trás dos sucessos “Is That All There Is?” e “Fever”, Lee também conquistou o cinema.

Em 1955, ela recebeu uma nomeação aos Óscares de Melhor Atriz Secundária por sua performance aclamada pela crítica como Rose Hopkins, uma cantora de jazz que luta contra o vício em álcool no musical “Taverna Maldita” (1955), de Jack Webb.

 

3 – Barbra Streisand

Com uma carreira musical de sucesso e 30 discos gravados, Barbra Streisand também se consagrou como atriz.

Em 1969, ela venceu o Óscar de Melhor Atriz por sua atuação em “Funny Girl – Uma Rapariga Endiabrada” (1968), de William Wyler, na 41ª edição do prémio.

 

À semelhança de Lady Gaga, Streisand brilhou nos cinemas em 1976, estrelando uma adaptação de “Assim Nasce uma Estrela”, ao lado de Kris Kristofferson.

 

Embora não tenha sido nomeada por sua atuação em “Assim Nasce uma Estrela” (1976), Streisand conquistou sua segunda estatueta nos Óscares com a canção original “Evergreen”.

 

Décadas mais tarde, em 2018, Lady Gaga também venceu o Óscar de Melhor Canção Original por “Shallow” também por uma refilmagem de “Assim Nasce uma Estrela”.

4 – Cher

Cher, a icónica “Deusa do Pop”, também construiu uma carreira de sucesso no cinema.

Em 1984, na 56ª edição do prémio, ela recebeu uma nomeação na categoria de Melhor Atriz Secundária por sua performance aclamada pela crítica em “Reação em Cadeia”, de Mike Nichols.

 

No filme, Cher interpreta Dolly Pelliker, uma mulher que se apaixona por sua melhor amiga, Karen Silkwood (Meryl Streep), uma operária nuclear que luta por justiça e segurança no local de trabalho.

Contudo, a consagração de Cher com a Academia só viria em 1988, na 60ª edição do prémio, quando ela foi premiada como Melhor Atriz por sua performance em “O Feitiço da Lua”, de Norman Jewison.

 

Em “O Feitiço da Lua”, Cher interpreta Loretta Castorini, uma viúva que está noiva de Johnny Cammareri, um homem mais velho. No entanto, ela se apaixona pelo irmão dele, Ronny, vivido por Nicolas Cage, um padeiro temperamental.

5 – Queen Latifah

Considerada uma das pioneiras e principais estrelas do hip-hop feminino, Queen Latifah expandiu sua carreira para o cinema, dominando as comédias dos anos 2000.

Em 2002, ela participou da adaptação cinematográfica do musical da Broadway “Chicago”, de Rob Marshall.

Sua performance como Matron “Mama” Morton rendeu-lhe uma nomeação na 75ª edição dos Óscares na categoria de Melhor Atriz Secundária.

 

Apesar de não ter levado o prémio para casa, que foi para sua colega de elenco Catherine Zeta-Jones, a atuação de Latifah foi aclamada pela crítica e público, estabelecendo seu talento como atriz.

6 – Jennifer Hudson

Aos 22 anos, a talentosa atriz e cantora entrou no cenário artístico através da terceira temporada do reality show Idol, conquistando a sétima posição na competição.

Em apenas dois anos, ela protagonizou uma ascensão meteórica. Sua performance impecável em “Dreamgirls”, de Bill Condon, a consagrou com o Óscar de Melhor Atriz Secundária na 79ª edição da premiação.

No longa, ela deu vida à personagem Effie White, inspirada na talentosa Florence Ballard, integrante icónica do grupo The Supremes.

 

7 – Mary J. Blige

Com nove Grammys, um Emmy, quatro American Music Awards, doze NAACP Image Awards e doze Billboard Music Awards, Mary J. Blige, a “Rainha do Hip Hop Soul”, ascendeu rapidamente no mundo do cinema.

Sua nomeação na 90ª edição dos Óscares para Melhor Atriz Secundária pela personagem Florence Jackson em “Mudbound”, de Dee Rees, consolidou seu talento e versatilidade.

 

Mary J. Blige não apenas competiu na categoria de Melhor Atriz Secundária por “Mudbound”, mas também foi nomeada na categoria de Melhor Canção Original por “Mighty River”, presente na banda sonora do filme.

 

8 – Lady Gaga

Detentora de doze prémios Grammy, Lady Gaga fez sua estreia no cinema em “Assim Nasce Uma Estrela” com grande entusiasmo da crítica, público e dos atores.

 

Ao lado de Bradley Cooper, Lady Gaga deu um novo tom a “Assim Nasce Uma Estrela”, reinterpretando a clássica história de amor e talento. A crítica especializada se rendeu à sua naturalidade e talento dramático, enquanto o público se emocionou com a profundidade de sua personagem e entrega.

Sob a realização de Bradley Cooper, “Assim Nasce Uma Estrela” conquistou sete nomeações aos Óscares, incluindo as principais categorias: Melhor Filme, Melhor Ator para Cooper, Melhor Atriz para Lady Gaga e Secundário para Sam Elliott.

“Assim Nasce Uma Estrela” não se limitou ao sucesso nos Óscares. O filme acumulou nada menos que 200 nomeações a prémios, das quais 32 foram para a música-tema “Shallow”, composta por Lady Gaga em parceria com Mark Ronson.

 

Pelo longa, Gaga levou o prémio de Melhor Canção Original.

Skip to content