Disney-Plus-streaming-2020-1

Pandemia mudou a forma como os filmes estreiam e a Disney quer mudar

A pandemia da COVID-19 veio mudar a forma como os filmes estreiam e como os vemos para sempre. Não há retorno possível, os hábitos culturais mudaram e com a pandemia a apressou a implementação e normalização das plataformas de streaming.

A Disney, que sempre foi defensora do lançamento de filmes nas salas de cinema de 75 a 90 dias de “janela” exclusiva, está agora a ponderar mudar tudo isso, ao manter o formato que tem adotado desde 2020, um híbrido no lançamento de filmes entre a sala de cinema e o streaming. o CEO da Disney, Bob Chapek sugere que é pouco provável que o estúdio regresse às salas de cinema a 100% como acontecia antes da pandemia. “Não tenho certeza se vamos voltar” a esse tipo de “janela” exclusiva, disse Bob Chapek.

“Os consumidores provavelmente estão mais impacientes do que nunca, principalmente porque agora tiveram o luxo de um ano inteiro a ter os filmes em casa praticamente quando os querem. Portanto, não tenho a certeza que se possa voltar atrás”, disse Bob Chapek durante uma entrevista na conferência da Morgan Stanley dedicada à tecnologia, media e telecomunicações.

Durante a pandemia, com a maioria das salas de cinema fechadas, os estúdios experimentaram encurtar as “janelas” dos cinemas ou acabar completamente com elas. A Disney transformou “Soul” e “Mulan” em filmes exclusivos e estreou-os no Disney+. No dia 5 de março vai estrear “Raya e o Último Dragão”, em algumas salas de cinema e no Disney+, com Acesso Premium a um custo adicional.

A Disney não sabe esclareceu ainda se no futuro vai continuar a implementar esta estratégia premium nos seus filmes. Se por um lado o número de subscritores ao Disney+ tem superado todas as expectativas (quase nos 100 milhões), também é verdade que a Disney sempre foi o estúdio mais dominante nas salas de cinema, tendo em 2019 arrecadado 11,1 mil milhões de dólares de receitas de bilheteira em todo o mundo.

A Disney não é o único estúdio interessado em mudar a forma como os filmes estreiam e como os vemos. Este ano, a Warner Bros. vai estrear 17 filmes ao mesmo tempo em sala e na HBO Max. A Paramount também vai começar a estrear filmes em streaming, na Paramount+ (que chegará a Portugal em 2021).

Skip to content