“Transnistra”, da cineasta sueca Anna Eborn, venceu o Grande Prémio da competição internacional da 6.ª edição do Festival Porto/Post/Doc, que encerra este domingo. Segundo o júri, o prémio foi atribuído ao documentário pela sua “extrema sensibilidade que a cineasta teve ao abordar um universo tão frágil, compreendendo o processo de coming of age através de uma linguagem cinematográfica muito essencial e intensa. Pelo retrato de Tania entre os meninos, o modo como explora a sua sexualidade, em completa liberdade, sem qualquer vergonha ou julgamento de alguém ao redor, que faz deste filme uma experiência inesquecível.”

O prémio de Melhor Realização foi para o indonésio Yosep Anggi Noen, por “The Science of Fictions”, “um retrato humano e político de uma alma solitária” ambientado na Indonésia dos anos 1960.

Na secção competitiva Cinema Novo, o prémio de Melhor Filme foi para “Terril”, de Bronte Stahl,pela originalidade do tratamento cinematográfico na abordagem de uma temática central do nosso tempo: a questão ambiental.”

Competição Internacional
Grande Prémio
Transnistra, de Anna Eborn

Melhor Realização
The Science of Fictions, de Yosep Anggi Noen

Competição Cinema Novo
Melhor Filme
Terril, de Bronte Stahl

Prémio Teenage (Prémio atribuído por um conjunto de quinze estudantes do ensino secundário a um conjunto de filmes pré-seleccionado dentro da programação do festival)
Shooting the Mafia, de Kim Longinotto

Prémio Arché Porto – Melhor Projecto
O Arrais da Noite, de Elisa Celda