The Last Shelter, de Ousmane Samassekou

Porto/Post/Doc 2021: retratos da sociedade actual são premiados

No Porto/Post/Doc foram mais de 99 filmes aqueles que, entre os dias 20 e 30 de novembro, constituíram o esqueleto programático da edição 2021. No ano em que o festival retornou ao seu formato normal, com sessões em seis salas da cidade, houve espaço para cinema, performance, festas e uma extensão ao online que alarga a presença dos conteúdos do evento a todo o país.

O Palmarés deste ano vem confirmar a missão social e humanista de que se reveste a programação do Festival do Porto, e, como tal, no panorama internacional foi premiado o filme THE LAST SHELTER, de Ousmane Samassekou, e no panorama português foi premiado DISTOPIA, de Tiago Afonso. Ambos os filmes são retratos-denúncia de situações injustas, mas que o expõem sem artifícios nem exploração do sofrimento.

Competição Internacional

Grande Prémio Vicente Pinto Abreu
THE LAST SHELTER, Ousmane Samassekou

The Last Shelter, de Ousmane Samassekou

Pela generosidade das personagens e pelo humanismo com que este filme é feito, o júri decidiu galardoar THE LAST SHELTER. É um retrato digno e importante na sociedade dos dias de hoje, de uma certa “Melancolia do Exílio”, que não explora o sofrimento dos intervenientes, mas que o expõe de forma justa e sem artifícios.

Menção Honrosa
BEATRIX, Lilith Kraxner, Milena Czernovsky

Como se tratasse de uma performance de dança contemporânea do quotidiano, o filme apresenta-nos, através duma original abordagem pseudo-documental, à intimidade feminina crua. A essência do tédio sem filtros ou eufemismos, uma não-narrativa captada em quadros magnificamente compostos e enquadrados.

Competição Cinema Falado
DISTOPIA, Tiago Afonso

Distopia, de Tiago Afonso

Uma câmara que tanto faz crónicas como constrói uma comunidade de protesto, sem artifícios ou estetização. Um testemunho da inquietação e das dores de quem vê a paisagem urbana e os seus modos de vida alterados de forma traumática.

Prémio Cinema Novo by Canal180
FRUTO DO VOSSO VENTRE, Fábio Silva

Fruto do Vosso Ventre, de Fábio Silva

Fazendo uso de materiais de arquivo, filmes e memórias familiares, o realizador enquadra e sobrepõe emoções, narrativa e experiências pessoais, num discurso de contenção de onde emerge uma voz autoral e original. O júri enaltece a qualidade da selecção para a competição Cinema Novo. E decidiu por unanimidade atribuir o prémio a “Fruto do Vosso Ventre”, de Fábio Silva, um filme terno que coloca o espectador num lugar de desconforto.

(Re)Leia a nossa opinião sobre a curta-metragem.

Competição Transmission 
NUEVE SEVILLAS, Gonzalo García Pelayo, Pedro G. Romero

Nueve Sevillas, dirigido por Gonzalo García Pelayo, Pedro G. Romero

Por retratar com maestria e olhar original o coração e alma de uma cidade, Sevilha, através das vozes, a música e os artistas que a escreveram, escrevem e reescreverão a história de um centro multicultural, cheio de contrastes e contradições que é parte essencial da cultura espanhola.

Menção Honrosa
KAREN DALTON: IN MY OWN TIME, Richard Peete, Robert Yapkowtiz

Uma guitarra, um banjo, e uma voz inesquecível que o mundo precisa de conhecer. Um retrato de relações instáveis, de vícios e de pobreza da artista favorita de Bob Dylan. É imperioso que o legado e a genialidade de Karen Dalton chegue às novas gerações.

Prémio Arché by Companhia das Culturas/Fundação Pereira Monteiro
À PROCURA DA ESTRELA, Carlos Martínez-Peñalver Mas

Pela clareza da sua ideia de linguagem cinematográfica e processo fílmico, combinada com uma apresentação capaz de explicar tanto a dimensão material como simbólica do tema e espaço conceptual do filme.

Prémio Teenage
GABI, BETWEEN AGES 8 AND 13, Engeli Broberg

Pela linguagem cinematográfica orgânica que envolve o espetador no caminho de descoberta e afirmação da identidade de uma criança; pela sensibilidade e inteligência com que a realizadora explora a temática da transexualidade e coloca a câmara na intimidade, autenticidade, inocência e maturidade da criança; pelas emoções, reflexões e marcas profundas com que deixamos a sala de cinema; o Júri Teenage decidiu premiar o filme Gabi : Between ages 8 and 13 de Engeli Broberg.

Skip to content