Premiados do Festival de Veneza

Já foram revelados os prémios da mais recente edição do Festival de Veneza. O filme “L’Événement”, da realizadora francesa Audrey Diwan, arrecadou o Leão de Ouro no Festival de Veneza, ao conseguir reunir a unanimidade do júri, presidido por Bong Joon-ho.

O Leão de Prata foi atribuído a “The Hand of God”, do realizador italiano Paolo Sorrentino, tendo o actor Filippo Scotti sido premiado com o prémio Marcello Mastroianni de melhor jovem actor. O filme é o mais autobiográfico do autor e retracta a vida de um jovem napolitano. A Netflix levará a cabo a distribuição do filme.

O prémio de Melhor Realização foi para Jane Campion, com o filme”The Power of the Dog”.  O filme é uma adaptação do romance de Thomas Savage.

Penélope Cruz ganhou o prémio de Melhor Atriz com a sua participação no mais recente filme de Pedro Almodóvar, “Mães Paralelas”. Kristen Stewart era apontada como favorita ao prémio,  com o filme “Spencer”, mas a actriz saiu da cerimónia sem qualquer troféu.

John Arcillas recebeu o prémio de Melhor Actor pelo papel de jornalista corrupto no filme “On the Job: The Missing 8”, realizado por Erik Matti.

“Il Buco”, de Michelangelo Frammartino, recebeu o Prémio Especial do Júri. O filme fala sobre a descoberta, em agosto de 1961, do chamado Abisso del Bifurto, com 700 metros de profundidade, nas caves de Polino.

Maggie Gyllenhaal arrecadou o Prémio de Melhor Argumento com “The Last Daughter”, uma adaptação de um romance de Elena Ferrante.

O prémio Luigi Di Laurentiis, atribuído à melhor primeira obra (o Leão do Futuro) foi para o filme “Imaculat”, de Monica Stan e George Chiper Lillemark.

Na secção Orizzonti, dedicada às novas tendências no cinema o troféu foi para o drama boliviano “El Gran Movimiento”, de Kiro Russo. Na mesma secção, o prémio de Melhor Realizador foi para o francês Eric Gravel, com o filme“À Plein Temps” (que também valeu o prémio de Melhor Atriz a Laure Calamy). O galardão de Melhor Filme foi para o filme lituano “Pilgrims”, de Laurynas Bareisa.

O Prémio do Público foi atribuído a “Deserto Particular”, um filme brasileiro com co-produção portuguesa da Fado Filmes, realizado pelo baiano Ali Muritiba. O filme retracta a história de Daniel, um polícia exemplar que comete um erro que coloca toda a sua vida em risco e que parte em busca da mulher com quem se relaciona virtualmente.

O Leão de Ouro de Carreira foi atribuído a Jamie Lee Curtis e Roberto Benigni.

 

Skip to content