premios-sophia-academia-cinema-portuguesa-2020-1

Prémios Sophia 2020: Cerimónia adiada devido à COVID-19

A cerimónia de entrega dos Prémios Sophia 2020, agendada para 22 de março, foi adiada devido à epidemia de COVID-19 em Portugal, “em prol da saúde pública”, anunciou ontem a Academia Portuguesa de Cinema.

“Atendendo à recente divulgação do Plano de Contingência e a informação fornecida pela Direção-Geral da Saúde (DGS), pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC) e pelo Governo Português, cujo objetivo é minimizar o impacto de uma epidemia de COVID-19 em Portugal, a direção da Academia Portuguesa de Cinema decidiu adiar a celebração dos Prémios Sophia 2020 para data a anunciar”, lê-se no comunicado da Academia.

“Lamentando o incómodo causado a todos os convidados que já tinham confirmado presença no evento, trata-se de uma questão de responsabilidade social e saúde pública à qual não poderíamos ficar alheios.”

“Acompanharemos de perto o desenrolar dos acontecimentos, confiando que o Plano de Contingência terá um impacto positivo no controlo da situação e que em breve possamos divulgar uma data definitiva para os Prémios Sophia 2020, a celebração anual do Cinema Português.”

Portugal, que tem encerrado serviços e espaços (como escolas, eventos desportivos, culturais e museus), conta até ao momento com 41 casos de Covid-19.

“Variações”, de João Maia, lidera com 17 nomeações na 8.ª edição dos Prémios Sophia, que inclui Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Argumento Original, Melhor Ator, Melhor Ator Secundário, Melhor Atriz Secundária e Melhor Fotografia, entre outras categorias. Segue-se “A Herdade”, de Tiago Guedes, com 15 nomeações, “Diamantino”, de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt, com 7 nomeações, “Vitalina Varela”, de Pedro Costa, com 6 nomeações e “Snu”, de Patrícia Sequeira, com 5 nomeações.

A 8.ª edição será reagendada em data a anunciar brevemente.