O filme Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias, da realizadora Regina Pessoa, foi duplamente premiado no Festival Internacional de Animação de Annecy 2019, incluindo o Prémio Especial do Júri, que decorreu entre 10 e 15 de junho.

A segunda conquista foi o Prémio para a Melhor Música Original, num filme cuja banda sonora é da autoria do compositor canadiano Normand Roger. A artista portuguesa, natural da cidade de Coimbra, já havia recebido em 2005 o Cristal d’Annecy pelo seu filme História Trágica com Final Feliz.

“Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” é uma curta-metragem de 13 minutos que representa um testemunho do amor de Regina Pessoa pelo seu tio excêntrico, uma pessoa que se tornou uma inspiração artística e desempenhou um papel fundamental no desenvolvimento da artista como cineasta.Este filme pretende ser uma homenagem ao meu tio Tomás, um homem humilde e um pouco excêntrico que teve uma vida simples e anónima. Com este filme eu gostaria de testemunhar como não é preciso ser-se alguém para se ser excepcional na nossa vida.” – Regina Pessoa

O filme é distribuído e promovido pela Agência da Curta Metragem e co-produzido entre Portugal (Abi Feijó, Ciclope Filmes), França (Reginald de Guillebon, Les Armateurs) e Canadá (Julie Roy, ONF).

A realizadora, em 1992, começou a trabalhar em animação como animadora no filme Os Salteadores de Abi Feijó, fez a animação e a pesquisa gráfica para o filme Fado Lusitano, do mesmo realizador, e fez animação em areia para o filme Clandestino também de Abi Feijó. Em 1996 começou a realizar os seus próprios filmes de animação, obtendo um grande reconhecimento e ganhando inúmeros prémios, tornando-se uma referência incontornável da Animação Portuguesa. Todos os seus filme fazem parte da lista de filmes do Plano Nacional de Cinema, e são estudados por crianças e jovens das escolas Portuguesas. Em 2016 tornou-se Senior Lecturer na escola de Animação Alemã FILMAKADEMIE e em 2018 foi convidada para ser membro da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.