“Salgueiro Maia – O Implicado” é o filme selecionado para representar Portugal nos Prémios Ariel

“Salgueiro Maia - O Implicado”, de Sérgio Graciano “Salgueiro Maia - O Implicado”, de Sérgio Graciano
“Salgueiro Maia - O Implicado” (2022), de Sérgio Graciano

A Academia Portuguesa de Cinema selecionou o filme “Salgueiro Maia – O Implicado”, realizado por Sérgio Graciano, para representar Portugal na edição de 2023 dos Prémios Ariel, como candidato a Melhor Filme Ibero-americano da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas do México.

Com um argumento da autoria de João Lacerda Matos a partir da biografia de Salgueiro Maia, escrita em 1995 por António de Sousa Duarte, o filme é uma história de ficção baseada em factos históricos e relatos pessoais sobre aquele que é considerado o herói e o símbolo mais puro do 25 de abril de 1974, o capitão Salgueiro Maia. A produção é da Sky Dreams Entertainment e tem como coprodutora a colombiana 11:11 Films & TV.

Tomás Alves, Frederico Barata, Filipa Areosa, José Condessa, Catarina Wallenstein, João Nunes Monteiro, Diogo Martins, Dinarte Branco, José Raposo, Rodrigo Tomás, Diva O’Branco, Filipa Pinto, Nádia SantosRita Tristão e Rúben Gomes, entre outros, integram o elenco deste filme que pretende também prestar homenagem a Salgueiro Maia.

Estreado a 14 de abril de 2022 (ano em que se assinalaram os 30 anos da morte de Salgueiro Maia, a 3 de abril de 1992), o filme foi visto por 16.809 espectadores nas salas de cinema nacionais, segundo dados do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA). O filme de Graciano foi o terceiro mais visto de 2022, segundo o ICA.

Promovidos e organizados pela Academia Mexicana de Artes e Ciências Cinematográficas, os Prémios Ariel são celebrados desde 1947 e reconhecem os realizadores, criadores, intérpretes e técnicos do cinema mexicano, mas também o melhor do cinema ibero-americano através da categoria de Melhor Filme Ibero-americano com o prémio Ariel de prata.

Skip to content