Depois de quatro hilariantes aventuras com Shrek, Fiona, Burro e o Gato das Botas, chega finalmente ao fim a saga de Shrek, com muitos altos e baixos. Em 2001, a Dreamworks realizou a primeira aventura de Shrek, intitulada de“Shrek”. Obteve um estrondoso sucesso mundial, tendo ganho o Óscar de Melhor Filme de Animação, em 2002. Com o sucesso da primeira aventura, previu-se uma saga com seis capítulos. Dois anos depois, em 2004, chegava-nos o“Shrek 2” que obteve um sucesso ainda maior que o primeiro. Shrek tornou-se das personagens de animação mais famosas do Mundo.

Nesta segunda aventura, Shrek faz novas amizades, sendo que a mais importante foi a do Gato das Botas. Interpretada por Antonio Banderas, este Gato tornou-se uma personagem inseparável nas aventuras de Shrek. Em 2007, estreia a terceira aventura, “Shrek – O Terceiro”. Desta vez, não obteve tanto sucesso como o esperado, em relação aos anteriores, nem de bilheteira, nem da crítica. A Dreamworks vê-se então, obrigada a cancelar os futuros projectos de Shrek, concluindo a saga de Shrek com apenas mais um filme. Estreado em 2010, “Shrek Para Sempre”. Este último capítulo subiu as expectativas em relação ao anterior, tendo estado em primeiro lugar no box offixe americano durante várias semanas. Sendo melhor que o anterior, ainda se mantém longe dos dois primeiros. Agora, a Dreamworks está já a preparar a primeira aventura do Gato das Botas, o qual será protagonista no filme “Puss in Boots: The Story of an Ogre Kille”. Neste filme, com estreia prevista para Novembro de 2011, Shrek não deverá aparecer.

Em “Shrek Para Sempre”, Shrek é um ogre, muito feliz que vive com a Fiona e os seus três filhos. O seu quotidiano é muito repetitivo, acorda todos os dias com os filhos a chorar, muda-lhes as fraldas, brinca com eles, os seus amigos (o Burro e o Gato) vão a sua casa brincar com os pequenos ogres e, assim é, todos os dias. Até que Shrek, farto da sua rotina, com saudades de ser um “ogre a sério”, furioso, esmaga o bolo de aniversário dos seus filhos durante a festa. No caminho para casa, cruza-se com Rumpelstilltskin e faz um pacto com este para ganhar de volta a sua vida de ogre. Mas é enganado e vê-se numa realidade paralela, onde os ogre são perseguidos, Rumpelstilltskin é o rei de Bué-Bué Longe e o Burro, o Gato e a Fiona não conhecem Shrek. Este, tem 24H para reparar tudo, senão, Shrek desaparecerá para sempre. Revoltado, Shrek tenta reparar o seu mundo e reclamar, mais uma vez, o ser verdadeiro amor.

Uma das grandes novidades desta última aventura do Shrek é ser em 3D, visto estar agora na moda as animações em 3D. Tal como em grande parte dos recentes filmes de animação, o 3D não é muito notório e não acrescenta nada de novo ao filme. Mas, em “Shrek 4” já podemos ver alguma diferença da boa utilização do 3D, por exemplo, quando o Shrek está numa vassoura e é perseguido pelas bruxas. Como em todos os filmes de Shrek, continua a haver muito cuidado com os pormenores nos cenários, na roupa das personagens, nos acessórios, na fotografia, onde se vêm paisagens deslumbrantes.

O humor inteligente, com personagens dos contos de fada, como, os três porquinhos, o pinóquio, e a bolacha, sempre reinou nos filmes de Shrek. Tudo isto torna a saga de Shrek inesquecível. Sobretudo na primeira aventura de Shrek, a qual prima pela sua originalidade de humor, personagens e história. É sem dúvida a melhor aventura de toda a saga.

Concluindo, “Shrek Para Sempre” está longe de ser a melhor animação do ano e nota-se que Shrek já estava a perder muito da sua originalidade. Com este último filme, a saga acaba bem, deixando para trás uma década dedicada ao Shrek com quatro filmes, destacando a Dreamworks, como uma forte produtora concorrente de filmes de animação ao lado da Disney/Pixar. E assim, Shrek e Fiona viveram felizes para sempre!

Realização: Mike Mitchell

Argumento: Darren Lemke

Elenco: Antonio Banderas, Cameron Diaz, Eddie Murphy, Mike Myers

EUA/2010 – Ficção Cientifica

Sinopse: Depois de se ter tornado pai de família terá o ogre mais famoso perdido a sua raça? Saudoso dos bons velhos tempos em que se sentia um “ogre a sério”, Shrek é levado a fazer um pacto com o falinhas mansas, Rumpelstiltskin. Subitamente, Shrek vê-se numa distorcida versão alternativa de Bué-Bué Longe onde os ogres são perseguidos, Rumpelstiltskin é rei e o Shrek e a Fiona nunca se conheceram. Agora depende de Shrek desfazer o mal que fez, na esperança de salvar os seus amigos, restaurar a ordem no reino e reclamar o seu Verdadeiro Amor.

«Shrek Para Sempre» - O Último Capitulo
2.5Valor Total
Votação do Leitor 0 Votos