The-magnificent-life-of-Marcel-Pagnol-1

Sylvain Chomet vai realizar filme de animação sobra a vida de Marcel Pagnol

O realizador francês Sylvain Chomet vai realizar um novo filme de animação, “The Magnificent Life of Marcel Pagnol”, sobre a vida do cineasta francês Marcel Pagnol.

Apresentado durante o Festival de Animação de Annecy, com um trailer, o filme está a ser co-desenvolvido e produzido por What The Prod, o grupo criado e dirigido por Ashargin Poiré e Valérie Puech, com o veterano produtor de animação Aton Soumache da ON Kids & Family. Segundo avançou a Variety, o filme será uma homenagem ao nascimento do cinema contemporâneo, e uma carta de amor à França, em particular à Provença nativa de Pagnol e à cena cultural de Paris.

“The Magnificent Life of Marcel Pagnol” é uma fábula moderna, o filme biográfico animado que irá traçar a vida épica de Pagnol, um célebre romancista, dramaturgo e cineasta francês que cresceu em um lar de classe média em Marselha e se tornou um dos artistas mais criativos e prolíficos do mundo dos anos 1930 aos 1950.

The-magnificent-life-of-Marcel-Pagnol-3

“Sempre fui um grande admirador do trabalho de Marcel Pagnol, então fui imediatamente conquistado pela ideia de escrever e realizar um filme biográfico animado sobre sua vida”, disse Chomet. “Todo o seu trabalho fala connosco em palavras relacionáveis ​​a todos nós. Quero contar a sua história, o que sabemos pouco ou menos sobre ele, e tentar entender e revelar o homem por trás da sua obra”.

Chomet criou um dispositivo narrativo original para contar a vida de Pagnol através de um diálogo entre o artista em adulto e em criança. “É pela inocência de Marcel quando criança que escolhi expressar os valores profundamente humanos e universais do homem, porque estou convencido de que nossa época precisa regressar a essa poesia e linguagem da humanidade”, acrescentou Chomet, que vai também inovar ao nível da animação, com designs que vão espelhar as diferentes épocas e o respetivo estilo estético.

Sylvain Chomet, conhecido pelos filmes de animação com um traço próprio, como “Belleville Rendez-Vous” (2003) e “O Mágico” (2010), uma singela homenagem a Jacques Tati, foi já nomeado quatro vezes para os Óscares e venceu um BAFTA e um prémio no Festival de Annecy pela curta-metragem “La vieille dame et les pigeons” (1997).

Marcel Pagnol (1895–1974) foi um dos mais importantes nomes do cinema francês, que realizou mais de 15 filmes entre os anos 1930 e os anos 1960. Da sua obra destacam-se as comédias francesas “Schpountz, o anjinho” (1938), A Mulher do Padeiro” (1938), “A Filha do Poceiro” (1940), assim como o drama “César” (1936).

The-magnificent-life-of-Marcel-Pagnol-2

Skip to content