“The Wonderful Story of Henry Sugar”, de Wes Anderson, ganha data de estreia na Netflix

the wonderful story of henry sugar netflix wes anderson the wonderful story of henry sugar netflix wes anderson

“The Wonderful Story of Henry Sugar”, o próximo filme do prolífico realizador Wes Anderson, recebeu data de estreia na plataforma de streaming da Netflix para 27 de setembro.

A curta metragem passará, antes disso, pelo Festival Internacional de Cinema de Veneza, onde estreará fora de competição a 1 de setembro. “The Wonderful Story of Henry Sugar” é uma adaptação da história homónima de Roald Dahl, de 1977, que Anderson realiza e de que é autor do argumento.

A História provou que Wes Anderson e Roald Dahl são uma dupla de sucesso, já que a adaptação de “O Fantástico Senhor Raposo” valeu ao realizador nomeações aos Óscares de 2010: Melhor Filme de Animação e Melhor Banda Sonora Original.

“The Wonderful Story of Henry Sugar” conta a história de um homem rico que ouve falar de um homem sábio que consegue ver apesar de não ter olhos e parte à sua descoberta para poder dominar esta habilidade e usá-la para fazer batota ao jogo.

O elenco deste filme de cerca de 39 minutos é também ele rico e conta com nomes como os de Ralph Fiennes, Benedict Cumberbatch, Dev Patel, Ben Kingsley e Richard Ayoade.

A produção está a cargo de Anderson, Steven Rales e Jeremy Dawson, com co-produção de  Octavia Peissel, John Peet e Alice Dawson. A direção de fotografia fica entregue ao seu habitual colaborador Robert D. Yeoman.

Para o realizador, esta não é a primeira vez que estreia uma curta metragem em Veneza, já que em 2007 também por lá passou “Hotel Chevalier”, que depois ficaria disponível na loja iTunes. É, contudo, a primeira vez que Wes Anderson estreia um filme seu no streaming.

Anderson manifestou o seu interesse primordial nas estreias de filmes em sala e justificou a parceria com a Netlix como fruto do acaso. O seu interesse por esta história em particular é antigo, conforme contou à IndieWire, mas quando finalmente teve oportunidade de concretizar o projeto, os herdeiros de Dahl tinham vendido os direitos de todo o catálogo à plataforma de streaming.

Skip to content