Depois de “Até que o porno nos separe” (2018), o realizador Jorge Pelicano documentou a vida e obra de Tony Carreira levando-o para o cinema.

“Tony” é um retrato inédito da vida e da carreira de mais de 30 anos do famoso cantor português, onde também “marcam presença a família, os amigos e as histórias desses milhares de portugueses que o acompanham há 30 anos e que, mesmo nos momentos mais difíceis, nunca o abandonaram.”

O realizador de filmes como “Para, Escute, Olhe” (2009), “Ainda Há Pastores” (2006) e “Pára-me de Repente o Pensamento” (2015) teve acesso exclusivo à vida pessoal e profissional de Tony Carreira, acompanhando-o, durante este ano decisivo, em sucessivas digressões nacionais e internacionais. Num caminho sem precedentes, o realizador e a sua equipa testemunharam o carinho, o reconhecimento e o orgulho dos seus fãs.

Da digressão francesa, às gravações do dueto com Rudy Pérez em Miami – um dos mais prestigiados produtores de música latina (e um dos nomes envolvidos na polémica de plágio) – de Israel, à infância de Tony Carreira; do seu primeiro sucesso nos anos 80, em França, à conquista das grandes salas de espetáculos, como o Olympia de Paris; ‘Tony’ releva imagens inéditas e testemunhos únicos deste ‘fenómeno’ da música nacional que é, indubitavelmente, uma inspiração para todos os portugueses.

O filme “Tony” estreia nos cinemas nacionais a 25 de julho.