4   +   2   =  

Foi divulgado pela Leopardo Filmes o trailer oficial de “Posto Avançado do Progresso”, de Hugo Vieira da Silva, a terceira longa–metragem do realizador português, que tem a sua estreia na secção Fórum do Festival de Berlim, reconhecida por ser a categoria mais experimental e inovadora do festival. Em 2011, o filme anterior de Hugo Vieira, “Swans”, tinha sido já apresentado nesta mesma secção do Berlinale.

“Posto Avançado do Progresso” é uma adaptação da obra homónima de Joseph Conrad, um dos maiores escritores do século XIX. A acção do filme passa-se no final do século XIX, no momento em que dois colonizadores portugueses desembarcam nas margens do Rio Congo para coordenarem um posto comercial de marfim. À medida que o tempo passa, começam a desmoralizar pela sua incapacidade de enriquecer à custa do comércio de marfim. Sentimentos de desconfiança mútua e mal-entendidos com a população local isolam-nos no coração da floresta tropical. Confrontados um com o outro iniciam uma caminhada em direcção ao abismo.

Este é um filme que reflecte sobre o colonialismo, “sobre a questão da alteridade e sobre a relação ambígua entre o colonizador e o colonizado. Quis reinventar esta história traduzindo-a para o contexto colonial Português – que tem uma ligação muito antiga com esta região -, para explorar uma narrativa possível da presença Portuguesa no Congo, deixando também antever uma possível sintomatologia do colonialismo Português do final do século XIX.”, refere Hugo Vieira da Silva.

Produzido por Paulo Branco, com o apoio da RTP e do ICA, e filmado em Angola, este filme é protagonizado pelos atores portugueses Nuno Lopes e Ivo Alexandre, e pelo ator angolano David Caracol.

Depois da sua estreia em Berlim, “Posto Avançado do Progresso”, chegará às salas de cinema nacionais a 17 de março.

"Posto Avançado do Progresso" (2016)_poster