Peter Jackson é o escolhido para realizar um novo documentário sobre os Beatles, que tem pela frente 55 horas de gravações inéditas dos músicos em estúdio, no ano de 1969, durante a gravação do que viria a ser o álbum “Let It Be”.

As 55 horas de imagens inéditas e as 140 horas de áudio que nos foram disponibilizadas, garantem que este filme será a melhor experiência possível com a qual os fãs dos Beatles há muito sonham.” – Peter Jackson

Segundo o realizador neozelandês, estas gravações são comouma máquina do tempo que nos transporta de volta a 1969, e sentamo-nos no estúdio a ver quatro amigos juntos a fazerem músicas excelentes.”

O projeto ainda não tem qualquer título definido, e foi anunciado, curiosamente, no mesmo dia em que se celebrou o 50.º aniversário do último concerto dos Beatles, uma atuação no topo do edifício da Apple, em Londres.

Depois de rever todas as imagens, e o áudio, que o Michael Lindsay-Hogg filmou 18 meses antes de eles se separarem, é simplesmente um incrível tesouro histórico. – Peter Jackson

Sabe-se ainda que, pelo menos para já, Paul McCartney, Ringo Starr, Yoko Ono e Olivia Harrison não irão contribuir para o projeto. O filme de Jackson será seguido de uma versão restaurada do filme original Let It Be” (1970).

Recentemente, Peter Jackson divulgou outro projeto documental, They Shall Not Grow Old”, que consiste em filmagens restauradas e colorizadas da Primeira Guerra Mundial. Contudo, este é mais conhecido pela realização das trilogias de Senhor dos Anéis (2001-2003) eThe Hobbit (2012-2014).

O documentário já se encontra em fase de produção, contudo não há nenhuma data estabelecida para a sua estreia.