«Vencer» – A Trágica Vida da Amante de Mussolini

“Vencer” é o mais recente filme de Marco Bellocchio e foi o único filme italiano candidato à Palma de Ouro em 2009. Retrata a vida conturbada de Ida Dalser, amante de Benito Mussolini e mãe do seu filho Benito Albino.

A acção desenrola-se em Itália, durante a 1ª Guerra Mundial. Ida Dalsere Benito Mussolini geram um filho, que o próprio pai reconhece como seu. Ainda durante a 1ª Guerra, o casal separa-se. Quando Ida o reencontra, num hospital, descobre que este está casado e que tem uma filha. Nessa altura, Mussolini rejeita Ida e o seu filho. Ida não descansa enquanto o Ditador não os reconhece oficialmente como mulher e filho do Duce, mas acaba por passar o resto da sua vida num hospital psiquiátrico. É afastada do seu filho, que é mandado para um colégio interno. Ida viria a morrer em 1937 e o seu filho em 1942, também num hospital psiquiátrico.

Esta narrativa relata-nos uma página da História que nunca foi contada. A história de uma mulher que defende a sua verdade até ao fim, apesar do regime tentar impedir que essa verdade seja descoberta. Este filme é-nos contado com vários flashbacks, que nos vão mostrando alguns acontecimentos do passado de Mussolini. É interessante vermos que, na primeira parte do filme, Mussolini é interpretado por um actor (Filippo Timi), enquanto que na segunda parte, só o vemos em imagens de arquivo. Durante todo o filme há bastantes imagens de arquivo que cortam a narrativa, passando da ficção para o real/documental. A maneira como estas imagens são apresentadas é bastante interessante, visto ser este um dos fortes do filme, a edição. A fotografia é também boa, com tons muito escuros, parecendo por vezes um filme de terror, o simbolismo desta fotografia é mostrar o horror do regime fascista e do monstruoso homem que foi Mussolini.

O realizador, Marco Bellocchio, faz várias referências ao cinema, sendo que a mais forte emocionalmente, é a cena em que Ida está no hospital psiquiátrico assistir a uma projecção do filme “O Garoto” de Chaplin. Aqui, Bellocchio compara a dor de Ida por a terem afastado do seu filho, com a cena em que levam o garoto de Charlot para um orfanato. É um dos momentos mais belos do filme.

“Vencer” é um filme dramático e político. Não há muitos filmes como “Vencer” em que se retrata o regime fascista e o seu líder Mussolini.

Realização: Marco Bellocchio

Argumento: Marco Bellocchio

Elenco:

Itália/2009 – Drama

Sinopse: Na vida de Mussolini há um segredo escandaloso: uma mulher e um filho – concebido, reconhecido e depois renegado. Este segredo tem um nome: Ida Dalser. Uma mulher que defende a sua verdade até ao fim, apesar de o regime tentar destruir cada vestígio da sua existência. Esta é uma página obscura que a história oficial não conta.

Classificação dos Leitores0 Votes
3.5