Veneza 2015_1

Já é conhecido o programa da 72ª edição do Festival Internacional de Cinema de Veneza, que se realiza de 2 a 12 de setembro em Veneza. A seleção oficial a competir pelo Leão de Ouro inclui filmes de realizadores como Tom Hooper, Aleksander Sokurov, Pablo Trapero, Charlie Kaufman e Duke Johnson. Dos 21 realizadores seleccionados, 16 participam pela primeira vez no festival.

Portugal será representado na secção Semana Internacional da Crítica, com o novo filme de João Salaviza, “Montanha”, que terá aqui a sua estreia mundial. Esta é a muito aguardada longa-metragem do cineasta português que se estreia nas longas-metragens, depois de um percurso de sucesso nas curtas-metragens (recebeu a Palma de Ouro em Cannes por “Arena”, em 2009, e o Urso de Ouro em Berlim por “Rafa”, em 2012). “Montanha” conta a história de David, um jovem de 14 anos que passa por um momento crucial da vida, forçado a crescer rapidamente, sem fortes referências familiares.

O realizador mexicano Alfonso Cuarón, cujo último filme, “Gravidade” (2013) recebeu sete Óscares, será o presidente do júri desta edição do Festival de Veneza. O restante júri será composto pelas atrizes Elizabeth Banks e Diane Kruger e pelos realizadores Nuri Bilge Ceylan, Pawel Pawlikowski, Emmanuel Carrère, Hou Hsiao-hsien, Francesco Munzi e Lynne Ramsay. O júri da secção Horizontes será presidida por Jonathan Demme, a quem se juntam as atrizes Paz Vega e Anita Caprioli, e os realizadores Alix Delaporte e Fruit Chan.

A sessão de abertura está marcada para o dia 2 de setembro, com a estreia do filme “Everest”, de Baltasar Kormákur, que conta no elenco com Jake Gyllenhaal, Keira Knightley e Robin Wright. Baseado em eventos verídicos, o filme segue a história de duas equipa que tentam chegar ao cume do Monte Everest durante uma violenta tempestade neve.

 

Competição Oficial

11 Minutes, de Jerzy Skolimowski (Polónia)
A Bigger Splash, de Luca Guadagnino (Itália/França)
Abluka, de Emin Alper (Turquia/França/Qatar)
Anomalisa, de Charlie Kaufman e Duke Johnson (EUA)
L’Attesa, de Piero Messina (Itália)
Beasts of No Nation, de Cary Fukunaga (EUA)
Behemoth, de Zhao Liang (China/França)
El Clan, de Pablo Trapero (Argentina/Espanha)
The Danish Girl, de Tom Hooper (EUA/Reino Unido)
Desde Allá, de Lorenzo Vigas (Venezuela/México)
The Endless River, de Oliver Hermanus (África do Sul/França)
Equals, de Drake Doremus (EUA)
Francofonia, de Aleksander Sokurov (França/Alemanha/Holanda)
Heart of a Dog, de Laurie Anderson (EUA)
L’Hermine, de Christian Vincent (França)
Looking for Grace, de Sue Brooks (Austrália)
Marguerite, de Xavier Giannoli (França/República Checa/Bélgica)
Per Amor Vostro, de Giuseppe M. Gaudino (Itália/França)
Rabin, the Last Day, de Israel/França)
Remember, de Atom Egoyan (Canadá/Alemanha)
Sangue del Mio Sangue, de Marco Bellocchio (Itália)

Secção Oficial – Fora de Competição

Everest, de Baltasar Kormakur (EUA/Reino Unido) (filme de abertura)
Mr. Six, de Hu Guan (China) (filme de encerramento)

Secção Horizontes

Madame Courage, de Merzak Allouache (Argélia/França)
A Copy of My Mind, de Joko Anwar (Indonésia/Coreia do Sul)
Pecore in Erba, de Alberto Caviglia (Itália)
Tempete, de Samuel Collardey (França)
The Childhood of a Leader, de Brady Corbet (Reino Unido/Hungría/Bélgica/França)
Italian Gangster, de Renato De Maria (Itália)
Wednesday, May 9, de Vahid Jalilvand (Irão)
Mountain, de Yaelle Kayam (Israel)
A War, de Tobias Lindholm (Dinamarca)
Interrogation, de Vetri Maaran (India)
Free in Deed, de Jake Mahaffy (EUA/Nova Zelândia)
Boi Neon, de Gabriel Mascaro (Brasil/Uruguai/Holanda)
Man Down, de Dito Montiel (EUA)
Why Hast Thou Forsaken Me?, de Hadar Morag (Israel/França)
Un Monstruo de Mil Cabezas, de Rodrigo Pla (México)
Mate-me Por Favor, de Anita Rocha Da Silveira (Brasil/Argentina)
Taj Mahal, de Nicolas Saada (França/Bélgica)
Interruption, de Yorgos Zois (Grécia/França/Croácia)

Ficção

Go With Me, de Daniel Alfredson (EUA/Canadá/Suécia)
Non Essere Cattivo, de Claudio Caligari (Itália)
Black Mass, de Scott Cooper (EUA)
Spotlight, de Thomas McCarthy (EUA)
La Calle de la Amargura, de Arturo Ripstein (México/Espanha)
The Audition, de Martin Scorsese (EUAstados Unidos)

Não-Ficção

Winter on Fire, de Evgeny Afineevsky (Ucrânia)
De Palma, de Noah Baumbach e Jake Paltrow (EUA)
Janis, de Amy Berg (EUA)
The Event, de Sergei Loznitsa (Holanda/Bélgica)
Gli Uomini di Questa Città io non li Conozco, de Franco Maresco (Itália)
L’Esercito piu Piccolo del Mondo, de Gianfranco Pannone (Vaticano/Itália/Suíça)
Afternoon, de Tsai Ming-liang (Taiwan)
In Jackson Heights, de Frederick Wiseman (EUA)

Sessão Especial

Human, de Yann Arthus-Bertrand (França)

 

Semana Internacional da Crítica

Ana Yurdu, de Senem Tüzen (Turquia/Grécia)
Bagnoli Jungle, de Antonio Capuano (Itália)
Banat (Il Viaggio), de Adriano Valerio (Itália/Roménia/Bulgária/Macedónia)
Jia, de Liu Shumin (China/Austrália)
Kalo Pothi, de Min Bahadur Bham (Nepal/Alemanha/Suíça/França)
Light Years, de Esther May Campbell (Reino Unido)
Montanha, de João Salaviza (Portugal/França)
Orphans, de Peter Mullan (Reino Unido)
The Return, de Green Zeng (Singapura)
Tanna, de Martin Butler e BEntley Dean (Austrália/Vanuatu)

Giornate degli Autori

La Memoria del Agua, de Matías Bize (Chile)
A Peine j’Ouvre les Yeux, de Leyla Bouzid (França/Tunísia/Bélgica)
Viva la Sposa, de Ascanio Celestini (Itália/França/Bélgica)
Klezmer, de Piotr Chrzan (Polónia)
El Desconocido, de Dani de la Torre (Espanha)
Arianna, de Carlo Lavagna (Itália)
La Prima Luce, de Vincenzo Marra (Itália/Chile)
Island City, de Ruchika Oberoi (India)
Early Winter, de Michael Rowe (Austrália/Canadá)
Underground Fragrance, de Song Peng Fei (França/China)
The Daughter, de Simon Stone (Austrália)

Veneza 2015_2