Veneza-festival-2020

Veneza 2020: secções vão ter menos filmes

Devido à pandemia do coronavírus, a 77.ª edição do Festival de Cinema de Veneza, a realizar-se de 2 a 12 de setembro, anunciou novas medidas como a redução do número de filmes na seleção oficial para cerca de 50 a 55 filmes.

Já as secções competitivas Venezia 77 e Horizontes vão manter o formato usual, assim como a secção Fora de Competição e o Biennale College Cinema.

As exibições serão realizadas nos cinemas, adotando as medidas de segurança impostas, incluindo o distanciamento social. Já a secção “Sconfini” não deverá ser realizada, com o objetivo de garantir um maior número de assentos disponíveis para os filmes das outras categorias. A programação completa será revelada a 28 de julho.

“Uma mensagem de otimismo para todo o mundo do cinema que sofreu muito com esta crise (…) um número significativo de realizadores e atores acompanhará os filmes a Veneza”, disse o diretor artístico Alberto Barbera.

Barbera disse ainda que está “extremamente satisfeito por o cinema da Bienal ser realizado com uma redução mínima de filmes e secções. Sem esquecer as inúmeras vítimas destes últimos meses a quem será prestado o devido tributo, o primeiro festival internacional após a interrupção forçada ditada pela pandemia torna-se a celebração significativa da reabertura que todos esperávamos e uma mensagem de otimismo para todo o mundo do cinema que sofreu muito com esta crise”.

O drama de fantasia “The Book of Vision”, produzido por Terrence Malick e realizado pelo italiano Carlo Hintermann, vai abrir a 35.ª edição da Semana Internacional da Crítica de Veneza, uma secção paralela ao Festival de Veneza, que vai decorrer em setembro.