Belfast (2021)

Washington DC Area Film Critics Association: Belfast é melhor filme

Fundada em 2002, a Washington DC Area Film Critics Association (WAFCA) é formada por críticos de cinema profissionais baseados em DC com afiliações na televisão, rádio, mídia impressa e internet.

Em 2021, a WAFCA aceitou mais 65 membros, respectivamente, baseados em Washington DC, Maryland e Virgínia. A WAFCA trabalha para defender a total liberdade de expressão no cinema e na crítica de cinema – incluindo o direito do crítico individual de discordar das opiniões de seus colegas e para promover a conscientização pública de que o cinema é uma importante forma de arte e também um meio de entretenimento.

A associação estadunidense mantém requisitos rigorosos para aqueles que pensem em se associar ao grupo, os membros devem aderir a todos os embargos de revisão impostos pelos estúdios e estão sujeitos a um código de normas rígido. De acordo com a WAFCA, a votação que reconhece as melhores realizações do ano cinematográfico, ocorre sempre no mês de dezembro.

Ao longo da breve história da associação, a WAFCA atraiu atenção internacional, respeito e credibilidade pela abordagem independente que o grupo adotou para homenagear a elite de Hollywood, muitas vezes servindo como um termômetro para identificar os vencedores dos Prémios Globo de Ouro e do Óscar.

Em edições passadas, os vencedores da WAFCA foram: “A Rede Social” (2010), de David Fincher, “O Artista” (2011), de Michel Hazanavicius“00:30 Hora Negra” (2012), de Kathryn Bigelow, “12 Anos Escravo” (2013), de Steve McQueen, “Boyhood: Momentos de Uma Vida” (2014), de Richard Linklater, “O Caso Spotlight” (2015), de Tom McCarthy, “La La Land: Melodia de Amor” (2016), de Damien Chazelle, “Foge!” (2017), de Jordan Peele, “Roma” (2018), de Alfonso Cuarón, “Parasitas” (2019), de Bong Joon-ho e “Nomadland – Sobreviver na América” (2020), de Chloé Zhao.

Todos os filmes citados acima foram indicados ao Óscar de Melhor Filme. Entre eles, seis ganharam o Óscar de Melhor Filme, respectivamente, “O Artista” (2011), de Michel Hazanavicius“12 Anos Escravo” (2013), de Steve McQueen, “Boyhood: Momentos de Uma Vida” (2014), de Richard Linklater, “O Caso Spotlight” (2015), de Tom McCarthy, “Parasitas” (2019), de Bong Joon-ho e “Nomadland – Sobreviver na América” (2020), de Chloé Zhao. Ou seja, a WAFCA é um bom norteador para o Óscar.

A WAFTA também premiou filmes memoráveis como: “O Senhor dos Anéis: O Regresso do Rei” (2003), de Peter Jackson, “O Despertar da Mente” (2004), de Michel Gondry e “Este País Não é para Velhos” (2007), dos Irmãos Coen.

Quanto ao ano de 2021, o filme “Belfast” de Kenneth Branagh foi eleito o Melhor Filme e o Melhor Argumento, mas a realização premeia o regresso de Jane Campion com “O Poder do Cão“. O filme da realizadora foi ainda premiado com o Melhor Ator Secundário para Kodi Smit-McPhee e Melhor Argumento Adaptado. Andrew Garfield recebeu a Melhor Atuação por “Tick Tick…Boom!” do estreante Lin-Manuel Miranda; e sem surpresa Kristen Stewart recebeu a Melhor Atuação por “Spencer” de Pablo Larraín.

Belfast (2021)

Confira os vencedores da edição de 2021:

 

MELHOR FILME
“The Green Knight”
“West Side Story”
Belfast” (vencedor)
“O Poder do Cão”
“Tick, tick… Boom!”

MELHOR REALIZAÇÃO
Kenneth Branagh
– “Belfast”
Jane Campion – “O Poder do Cão” (vencedora)
Steven Spielberg – “West Side Story”
Denis Villeneuve – “Duna”
David Lowery – “The Green Knight”

MELHOR ATOR
Benedict Cumberbatch – “O Poder do Cão”
Will Smith – “King Richard”
Andrew Garfield – “Tick, tick… Boom”! (vencedor)
Nicolas Cage – “Pig –  A Viagem de Rob”
Denzel Washington – “The Tragedy of Macbeth”

MELHOR ATRIZ
Kristen Stewart – “Spencer” (vencedora)
Lady Gaga – “Casa Gucci”
Nicole Kidman – “Being the Ricardos”
Olivia Colman – “A Filha Perdida”
Tessa Thompson – “Identidade”

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO
Troy Kotsur – “CODA”
Jesse Plemons – “O Poder do Cão”
Kodi Smit-McPhee – “O Poder do Cão” (vencedor)
Ciarán Hinds – “Belfast”
Jamie Dornan – “Belfast”

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA
Ariana DeBose – “West Side Story”
Kirsten Dunst – “O Poder do Cão”
Ann Dowd – “Mass”
Caitriona Balfe – “Belfast”
Aunjanue Ellis – “King Richard” (vencedora)

MELHOR ATUAÇÃO JOVEM
Emilia Jones – “CODA”
Woody Norman – “C’mon C’mon” (vencedor)
Jude Hill – “Belfast”
Saniyya Sidney – “King Richard”
Rachel Zegler – “West Side Story”

MELHOR DOBRAGEM
Abbi Jacobson – “A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas”
Awkwafina – “Raya e o Último Dragão” (vencedora)
Kelly Marie Tran – “Raya e o Último Dragão”
Stephanie Beatriz – “Encanto”
Jacob Tremblay – “Luca”

MELHOR ELENCO
“Belfast”
Mass” (vencedor)
“Vingança & Castigo”
“Crónicas de França do Liberty, Kansas Evening Sun”
“Ataque dos Cães”

MELHOR ARGUMENTO ORIGINAL
“Mass”
“King Richard”
“Licorice Pizza”
“C’mon C’mon”
Belfast” (vencedor)

MELHOR ARGUMENTO ADAPTADO
“Amor, Sublime Amor”
“CODA”
“Tick, tick… Boom!”
“Duna”
O Poder do Cão” (vencedor)

MELHOR EDIÇÃO
“Crónicas de França do Liberty, Kansas Evening Sun”
“Duna”
“Belfast”
“O Poder do Cão”
Tick, tick… Boom!” (vencedor)

MELHOR FOTOGRAFIA
“The Green Knight”
“The Tragedy of Macbeth”
“Belfast”
Duna” (vencedor)
“Ataque dos Cães”

MELHOR BANDA SONORA
“Ataque dos Cães”
Duna” (vencedor)
“Cyrano”
“Spencer”
“Crónicas de França do Liberty, Kansas Evening Sun”

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE
“Crónicas de França do Liberty, Kansas Evening Sun”
“O Beco do Pesadelo”
“Belfast”
Duna” (vencedor)
“Amor, Sublime Amor”

MELHOR FILME ESTRANGEIRO
“A Hero” (Irão)
Drive My Car” (Japão) (vencedor)
“Lamb” (Islândia)
“Titane” (França)
“The Worst Person in the World” (Noruega)

MELHOR ANIMAÇÃO
“Encanto”
“Luca”
A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas” (vencedor)
“Raya e o Último Dragão”
“Flee”

MELHOR DOCUMENTÁRIO
“The First Wave”
“Flee”
“The Rescue”
Summer of Soul” (vencedor)
“Val”

 

 

Skip to content