Segundo a Indiewire, o ator Will Smith assinou um contrato com a Netflix para produzir e atuar no filme The Council”, que irá retratar Nicky Barnes, um mafioso que liderou o sindicato do crime em Nova Iorque durante as décadas de 1970 e 1980.

O argumento da obra foi escrito pelo jornalista e biógrafo norte-americano Peter Landesman, que escreveu e realizou o filme A Força da Verdade (2015). Este último conta com Will Smith no papel de Dr. Bennet Omalu, um médico que se opõe à NFL (National Football League) devido às pesquisas e estudos que este faz sobre as lesões cerebrais traumáticas em atletas praticantes de futebol americano. Landesman será também o produtor executivo, juntamente com Joanne Lee e David Lee.

De acordo com a sinopse oficial do filme, “The Council” é a história nunca antes contada de um sindicato do crime composto por sete homens afro-americanos que governaram Harlem na década de 1970 e no início de 1980.Não era um sindicato comum – os seus homens sonhavam com uma cidade-estado afro-americana, auto-suficiente e auto-policiada, financiada por uma revolução no negócio das drogas. O filme centra-se numa intriga Shakespeariana entre o Rei do Conselho, Nicky Barnes, apelidado de Mr. Untouchablepelo New York Times, e todos os diferentes membros.” O estúdio (Netflix) acrescenta que “Barnes, cuja morte foi divulgada recentemente, era um chefe americano do crime, ativo na cidade de Nova Iorque durante a década de 1970, que liderou uma quadrilha internacional de narcotráfico, em parceria com a máfia ítalo-americana, até à sua detenção em 1978. Barnes foi condenado a prisão perpétua, acabando por se tornar num informador federal.

Embora esta nova história venha dar uma nova ideia sobre a vida de Nicky Barnes, este já foi representado no grande ecrã, em papeis mais secundários. Dois desses exemplos é no filme de Ridley Scott,Ganster Americano (2007), interpretado por Cuba Gooding Jr., e em Carlito’s Way: Rise to Power (2005), papel interpretado por Sean Combs.

Em 2007, Barnes lançou a sua biografia Mr. Untouchable”, sendo que no mesmo ano o cineasta Marc Levin realizou um documentário com o mesmo título sobre o histórico mafioso de Harlem.

Este projecto marca o retorno de Will Smith à Netflix, após o sucesso de Bright”, em 2017, que atingiu a marca dos 11 milhões de telespectadores nos primeiros três dias após o seu lançamento.

Ainda não existe nenhuma data oficial para a chegada do filme à plataforma da Netflix, mas as previsões apontam para 2020.