O ator norte-americano Tom Hanks anunciou nas redes sociais que testou positivo para o novo coronavírus, assim como a sua mulher, Rita Wilson. O casal estava na Austrália, país que já registou três mortes causadas pela COVID-19 e identificou mais de uma centena de casos em filmagens quando se sentiu indisposto. O casal está num hospital da Gold Coast na Austrália.

“Olá, amigos. A Rita e eu estamos na Austrália. Sentimo-nos um pouco cansados, como se estivéssemos constipados e com certas dores no corpo. A Rita tinha arrepios que iam e vinham. Febres ligeiras também. Para fazer as coisas bem, como é preciso no mundo neste momento, fizemos o teste do coronavírus e descobriu-se que estamos positivos. E agora, o que fazer? Os médicos têm protocolos que têm de ser seguidos. Nós vamos continuar a ser testados, observados e isolados durante o tempo que for necessário para garantir a saúde pública. Não há muito a fazer a não ser viver a situação dia a dia”, escreveu Hanks numa publicação no Instagram.

Tom Hanks estaria prestes a participar no filme sobre a carreira de Elvis Presley, interpretando o papel do coronel Tom Parker, que foi agente de Presley e o ajudou a construir a sua carreira musical nos anos 50. A produção do filme deveria arrancar esta segunda-feira.

A saúde e segurança dos membros da nossa companhia é sempre a nossa principal prioridade e estamos a tomar precauções para proteger toda a gente que trabalha nas nossas produções em todo o mundo”, assegurou num comunicado a Warner Bros, responsável pelo filme, notificando a produção de que os trabalhos teriam de ser interrompidos porque alguém tinha sido diagnosticado com coronavírus.

A epidemia da COVID-19 foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 4300 mortos em 28 países e territórios. O número de infetados ultrapassou as 120 mil pessoas, com casos registados em 120 países e territórios.

A Itália é o caso mais grave depois da China, com mais de 10 000 infetados e pelo menos 631 mortos, o que levou o governo a decretar a quarentena em todo o país. Espanha e França são os outros países europeus mais afetados, com mais de dois mil infetados e cerca de meia centena de mortos em cada um dos territórios.

Em Portugal, o último balanço da Direção-Geral da Saúde (DGS) dá conta de 78 casos confirmados de coronavírus no país, mais 19 do que ontem, dia 11 de março.

Face ao avanço da epidemia, vários países têm adotado medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena inicialmente decretado pela China na zona do surto.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) já classificou nesta quarta-feira, dia 11, o surto do novo coronavírus como uma pandemia.