Berlinale-Festival-Cinema-2021

Berlim 2020: Festival cria neutralidade de género nos prémios de interpretação

A organização da Berlinale revelaram algumas novidades para a 71.ª edição do Festival Internacional de Cinema de Berlim, que irá decorrer de 11 a 21 de fevereiro de 2021.

Uma das grandes novidades é que o Festival de Berlim vai deixar de distinguir os prémios de interpretação entre homens e mulheres. A Berlinale reorganizou os prémios atribuídos pelo Júri Internacional na Competição. Pela primeira vez, os prémios de interpretação serão definidos de uma forma neutra em termos de género. Em vez dos prémios de Melhor Ator e Melhor Atriz, vão ser entregues um “Urso de Prata para Melhor Interpretação Principal” e um “Urso de Prata para Melhor Interpretação Secundária” serão concedidos em uma base de género neutro.

“Acreditamos que não separar os prémios na área de interpretação de acordo com o género é um sinal para uma consciência mais sensível ao género na indústria cinematográfica”, comentou a dupla de diretores da Berlinale, Mariette Rissenbeek e Carlo Chatrian.

Outra mudança nos prémios foi a mudança de nome do antigo Prémio Alfred Bauer do Urso de Prata, para Urso de Prata do Júri. O prémio foi suspenso este ano devido à descoberta de ligações do primeiro diretor da Berlinale, Alfred Bauer, ao movimento Nazi.

A edição 2021 vai também adotar uma estrutura diferente, um modelo híbrido entre uma edição física e digital, dedicado ao European Film Market (EFM). Nas próximas semanas serão reveladas mais novidades da programação de filmes e o número total de filmes convidados.

“Estamos satisfeitos que os festivais com públicos fisicamente presentes estejam lentamente ocorrendo de novo em todo o mundo e desejamos aos nossos colegas muito sucesso.”, afirmam os diretores da Berlinale.