“Fusões no Cinema” é o novo ciclo de cinema organizado pelos Caminhos do Cinema Português e o Centro de Estudos Cinematográficos.

“Pela câmera o cinema comunica uma forma de olhar o mundo e uma determinada realidade. O manuseamento da toda a parafernália técnica e o domínio, da teoria e prática, de várias artes constrói a linguagem do cinema que nos possibilita cultivar a experiência individual e colectiva, com a vivência de outras personas num processo que resulta, acima de tudo, de um processo de produção cultural colectiva. À semelhança de outras artes, também a produção cinematográfica é um constante dilema recheado de questões definidoras do seu carácter onde a inclusão dos métodos de desenvolvimento dentro das narrativas, provoca o espectador de diferentes formas.”

Num conjunto de vários ciclos temáticos pretendemos exibir e discutir, as várias fusões artísticas, culturais, sociais e tecnológicas que se apresentam nas várias cinematografias com especial destaque para a cinematografia nacional. Este ciclo terá duas partes, uma em dezembro e a primeira parte irá decorrer já este mês entre dia 4 de outubro e 3 de novembro no Mini- Auditório Salgado Zenha na Associação Académica de Coimbra.

Haverá sessões que incluem obras portuguesas e internacionais que passaram pelas mãos dos programados do Festival Caminhos, todas as terças e quinta-feiras da semana com duas exibições por dia, às 18h30 e às 22h. Este ciclo temático está dedicado às fusões das artes no cinema e pretende divulgar e fazer chegar ao público conimbricense obras que transmitem a diversidade da cultura cinematográfica contemporânea e sobretudo portuguesa. Com entrada gratuita, o ciclo inclui 43 filmes, entre longas e curtas-metragens, das quais se destacam por exemplo “João Bénard Da Costa – Outros Amarão as Coisas que Eu Amei” de Manuel Mozos, “As Mil e uma Noites – Volume 1, O Inquieto” e “Aquele Querido Mês de Agosto” de Miguel Gomes.

4 de outubro
18h30
Otorrinolaringologista, de André Pereira
Fear, de Michal Blasko
Secrecies, de Katja Benrath
#Lingo, de Vicente Niro
22h00
Las Malas Lenguas, de Juan Paulo Laserna

6 de outubro
18h30
Lard Zone, de Sérgio Carvalho
Apollo, Daphne and darkness, de Martina Mrazova
Eyes Wide, de Lin Yi-Chuang
22h00
O Retrato, de Eduardo Breda

11 de outubro
18h30
Scenes from a beheading, de Vinnie De Craim
Luma, de Sohini Tal
Trama, de Luisa Neves Soares
Some of Us, de Anja Kavic
22h00
Crónicas de Santa Cruz, de Tiago Cravidão

13 de outubro
18h30
Ramble, de Andreas Ramm
Iterance, de Sérgio Miguel Silva
Tiny Little Delicate Foreign Castles, de Rob Key
A Useless Fiction, de Cheong Kin Man
22h00
Ilusão, de Sofia Marques

18 de outubro
18h30
In Your Eyes, de Julien Arnal
Interview to my Mother, de Eduardo Esquivel
No One at that Place, de Seung-Hyeob Kim
22h00
As Mil e uma Noites – Volume 1, O Inquieto, de Miguel Gomes

20 de outubro
18h30
Within Thy Walls, de Omer Sharon e Daniella Schnitzer
Stegna, de Konstantinos Giannakopoulos
Bom Dia, Alegria!, de João Lourenço
22h00
A Religiosa Portuguesa, de Eugène Green

25 de outubro
18h30
Test, de Oren Gerner
Memórias de um Filme, de Tiago Resende
Nunca é Tarde, de Luís Matos
22h00
Aquele Querido Mês de Agosto, de Miguel Gomes

27 de outubro
18h30
A Directa, de Beatriz Lickfold
Espaço Memória – Tipografia Popular do Seixal, de Mário Chefe Sirgado
Isa, de Patrícia Vidal Delgado
22h00
Lei da Gravidade, de Tiago Rosa-Rosso e André Torres
João Bénard Da Costa – Outros Amarão as Coisas que Eu Amei, de Miguel Mozos

1 de de novembro
18h30
Faunethic, de Véronique Girard, Marie-Josée Doutre e Marie-Hélène Cournoyer
I am Under Construction, de Ennya Larmit
Vila Do Conde Espraiada, de Miguel Clara Vasconcelos
22h00
Irmãos, de Pedro Magano

3 de novembro
18h30
La Valse, de João Botelho
To Get In, de Anna Sarukhanova
22h00
Gipsofila, de Margarida Leitão

Fonte: Centro de Estudos Cinematográficos