Depois de quatro dias intensos de cinema desobediente no Círculo Católico Operário, no Porto (de 25 a 28 de abril), que contou com sessões sempre lotadas, a sexta edição do Desobedoc – Mostra de Cinema Insubmisso volta a percorrer várias regiões do país com extensões que levam a debate e reflexão sobre os feminismos, as atrocidades da ditadura de Franco em Espanha, as alterações climáticas, entre outros temas abordados no programa do Porto.

Tavira (no dia 5 de maio) e Bragança (no dia 7 de maio) já receberam o Desobedoc, que arranca hoje na Covilhã (A Tentadora) e no Fundão (Biblioteca Municipal do Fundão) até dia 11 de maio. Segue depois para Coimbra (Teatro da Cerca de São Bernardo e Liquidâmbar) nos dias 10, 11 e 13 de maio, para Guimarães (Centro de Artes e Espectáculos São Mamede) no dia 11 de maio e termina em Vila Real (Club de Vila Real) no dia 15 de maio.

Entre os filmes a serem exibidos nas várias localidades destacamos “O Silêncio dos Outros”, de Almudena Carracedo e Robert Bahar, um retrato duro sobre os crimes do franquismo em Espanha, dando voz às vitimas dos 40 anos da ditadura de Franco; o documentário do brasileiro Eduardo Coutinho, “Cabra Marcado Para Morrer” (1984), “This Changes Everything” (2015), de Avi Lewis, e “Debaixo do Céu” (2018), de Nicholas Oulman.