Festa do Cinema regressa este mês com bilhetes a três euros

festa-cinema-2022-1

Depois de dois anos em suspenso em 2020 e em 2021, devido à pandemia, a Festa do Cinema regressa para realizar a sua sexta edição, entre os dias 7 e 9 de novembro, com bilhetes a três euros, em todo o território nacional (continente e ilhas).

Espera-se que o público regresse em força ao grande ecrã nestes três dias com bilhetes a um preço bastante reduzido, que permitirá ver mais de 40 filmes de todos os géneros, do cinema nacional e estrangeiro, por 500 salas de todo o país, de norte a sul, incluindo arquipélagos.

“Alma Viva”, “Restos do Vento”, “A Mulher Rei”, “Cesária Évora”, “Mato Seco em Chama”, “Bem Bom”, “O Último Banho”, “Triângulo da Tristeza”, “Halloween – O Fina”, “Black Adam”, “A Luz do Diabo”, “O Amigo Crocodilo”, “Ovo”, “Donbass”, “Peter Von Kant”, “Play” e “Top Gun: Maverick” são alguns dos filmes disponíveis para ver nos dias 7, 8 e 9 de novembro.

Esta iniciativa é promovida pela APEC (Associação Portuguesa de Empresas Cinematográficas), desde 2015, com o apoio da FEVIP/GEDIP, do ICA (Instituto do Cinema e do Audiovisual), da Academia Portuguesa de Cinema e dos exibidores nacionais.

“Desde 2015 que promovemos esta iniciativa, com excelentes resultados, e após a pausa provocada pela pandemia, podemos finalmente recuperar a Festa do Cinema. Acreditamos que todos os amantes da 7ª arte não irão desperdiçar a oportunidade de, a um preço promocional, assistirem a dois filmes pelo preço de um”, afirma Fernando Ventura, da APEC

“O setor do cinema em Portugal foi muito afetado nos últimos anos, assim como outros setores de atividade. A retoma tem sido lenta e acreditamos que a Festa do Cinema poderá ser uma forma importante de dinamizarmos o setor e fazermos assim regressar os Portugueses ao grande ecrã.” – Paulo Santos Gedipe /Fevip

“Este ano participam na Festa do Cinema os cinemas Algarcine, Cinebox Cinemas, Cinema City, Cinema da Villa, Cinema Fernando Lopes, Cinema Ideal, Cinema Vida Ovar, Cinemas Castello Lopes, Cinemas UCI, Cinemax, Cineplace, NOS Cinemas, Teatro Miguel Franco, entre outros.”, lê-se no comunicado.

Skip to content